logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Seleção Nacional Portugal X Espanha

Portugal x Turquia: Que comece a última oportunidade para o Mundial!

ANTEVISÃO: NÃO É ALTURA PARA SUBESTIMAR, NEM ERRAR

Na estrada para o Catar, Portugal atrasou-se na corrida e terá agora de ultrapassar a Turquia e, caso triunfe, o vencedor da Itália x Macedónia do Norte para garantir um lugar no Campeonato do Mundo de 2022. A história sorri a Portugal (nunca perderam em jogos oficiais contra a Turquia – seis vitórias), mas não é altura para subestimar ninguém.

JOGO DE TUDO OU NADA PARA PORTUGAL. CONSEGUIRÁ FERNANDO SANTOS COLOCAR A EQUIPA MAIS PERTO DO CATAR? APOSTA COM A BWIN!

Falta de identidade, qualidade exibicional e coerência tática diz-vos alguma coisa? Com uma das melhores gerações de sempre, Portugal tem praticado um futebol muitíssimo pobre. As dificuldades são bem visíveis: pendor defensivo imoderado; construção e eficácia no último terço; mau aproveitamento de alguns jogadores (Bernardo Silva, Bruno Fernandes, Diogo Jota, etc…); dependência Cristiano Ronaldo e sobretudo o conservadorismo estratégico de Fernando Santos. O lema “jogar para o empate” não pode continuar. E agora com a quantidade de baixas ainda mais difícil será, principalmente na defesa…

Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

Entretanto, do outro lado, temos uma Turquia enigmática difícil de desvendar. Possuem uma boa dose de talento individual, mas coletivamente são muito inconsistentes. No Euro 2020, foram porventura a pior equipa da competição, enquanto que na qualificação para o Mundial registaram boas exibições e acabaram em 2.º lugar (21 pontos) do Grupo G, atrás dos Países Baixos (23). Precisavam de estabilidade. Precisavam de uma mudança. Neste sentido, Stefan Kuntz tornou-se o novo selecionador da Turquia e a evolução é mais que evidente, sobretudo na organização (invicto desde a chegada: três vitórias e um empate).

Taticamente, acredito que a Turquia baixe as linhas e jogue num bloco médio-baixo, procurando fechar os espaços, ser coeso defensivamente e surpreender em transições rápidas. Poderão assim apostar num 4-4-1-1, com Çalhanoglu a fazer a ponte entre setores (meio campo e ataque) e Burak Yilmaz como último homem.

Falhar não é opção e não pode haver margem para erro. Depois de perder o lugar para a Sérvia, esta é a última oportunidade tanto para Portugal como para Fernando Santos. Mãos à obra, Sr. Engenheiro!

 

10 DADOS RÁPIDOS

  1. Esta será a 3ª vez que Portugal marca presença nos play-offs de acesso ao Campeonato do Mundo, tendo um recorde de 100% vitórias neste registo (4J).
  2. Já a Turquia estará pela primeira vez neste tipo de play-off.
  3. Desde 2002 que a Turquia não vai ao Mundial.
  4. Portugal vive uma série ativa de cinco Campeonatos do Mundo seguidos, tendo em vista o sexto. Aliás, leva 11 presenças consecutivas em grandes competições desde 2000.
  5. Em quatro jogos, Stefan Kuntz já leva tantas vitórias (três) em partidas oficiais como Senol Gunes (ex-selecionador) em exatamente um ano.
  6. No Estádio do Dragão, Portugal venceu os últimos cinco de seis jogos, marcando mais de três golos em cinco partidas.
  7. Stefan Kuntz era o selecionador da Alemanha (sub-21) que venceu Portugal na final (por 1-0) do Campeonato da Europa de 2021.
  8. Os recordes de maior vitória em casa de Portugal e maior vitória fora da Turquia são: 5-1 (Mundial de 1966) e 1-3 (Amigável em 2012).
  9. Em partidas oficiais, a seleção portuguesa apenas sofreu um golo contra a Turquia (5-1, Mundial de 1966).
  10. Portugal e a Turquia ocupam o e o 39ª lugar no ranking da FIFA.

 

JOGADORES A TER EM CONTA

Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

Cristiano Ronaldo (Portugal): Nada como um bom desafio para CR7 – deve ser assim que alimenta a máquina. Se bem nos recordamos já salvou Portugal num play-off: hat-trick lendário contra a Suécia em 2013. E hoje, precisamos novamente de Portugal no Mundial! Precisamos do herói Cristiano Ronaldo na sua melhor versão. Até porque, para ele, não deve haver amanhã. É a última oportunidade.

 

Hakan Çalhanoğlu (Turquia): Enfrentemos os factos: a Turquia joga fora contra uma seleção bem mais forte a nível de plantel e não deverá ter o domínio da bola. Todavia, Portugal apresenta debilidades na linha defensiva devido às baixas e é aqui que Hakan Çalhanoğlu pode brilhar. É a estrela da equipa e um construtor exímio que inventa espaços e chega em entrelinhas com facilidade. Além disso, é muito forte nas bolas paradas e no remate de média distância. Se estiver inspirado, pode ser uma verdadeira pedra no sapato.

 

 

XI´S PROVÁVEIS

Portugal: Rui Patrício, Raphael Guerreiro, José Fonte, Danilo Pereira, Diogo Dalot, William Carvalho, João Moutinho, Bruno Fernandes, Diogo Jota, Cristiano Ronaldo, Bernardo Silva

Selecionador: Fernando Santos:

“O favoritismo vamos ter de mostrar em campo. A Turquia tem jogadores com qualidade e que jogam em grandes campeonatos. São muito agressivos e tendem em partir o jogo. Procuram sair a jogar, mas têm a profundidade com objetivo (…) Temos de ter respeito, não podemos é ter medo.”

 

Turquia: Uğurcan Çakır, Caner Erkin, Çağlar Söyüncü, Merih Demiral, Zeki Çelik, Taylan Antalyali, Kerem Aktürkoğlu, Hakan Çalhanoğlu, Orkun Kökçü, Cengiz Ünder, Burak Yılmaz

Selecionador: Stefan Kuntz:

“Queremos mostrar que podemos bater-nos com as grandes equipas da Europa. Não jogamos só contra Ronaldo, mas sim contra 11 jogadores que têm uma boa carreira. Estou convencido que os meus defesas estão prontos para o desafio.”

 

PREVISÃO DO RESULTADO: PORTUGAL 2-0 TURQUIA

 

 

Desde pequeno que o desporto lhe corre nas veias. Foi jogador de futsal, futebol e mais tarde tornou-se um dos poucos atletas de Futebol Freestyle, alcançando oficialmente o Top 16 de Portugal. Atualmente, o Diogo está na Universidade Católica a estudar Comunicação Social com o objetivo de seguir uma carreira na área do jornalismo desportivo, sendo o futebol a sua verdadeira paixão.

Desde pequeno que o desporto lhe corre nas veias. Foi jogador de futsal, futebol e mais tarde tornou-se um dos poucos atletas de Futebol Freestyle, alcançando oficialmente o Top 16 de Portugal. Atualmente, o Diogo está na Universidade Católica a estudar Comunicação Social com o objetivo de seguir uma carreira na área do jornalismo desportivo, sendo o futebol a sua verdadeira paixão.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA