Anterior1 de 3Próximo

As contas do grupo já estavam resolvidas, mas nem por isso o jogo entre Kosovo e Inglaterra deixou de ser interessante. Com um ambiente empolgante nas bancadas, a formação do Kosovo bem tentou contrariar o rumo dos acontecimentos, mas seria mesmo a seleção inglesa – com várias mexidas no “onze”- a conquistar os três pontos, com um resultado bem melhor que a exibição.

Entrou melhor a seleção do Kosovo, com o primeiro remate a surgir logo aos 20 segundos e com a primeira grande oportunidade a ser criada através de um cabeceamento de Nuhiu, após uma boa jogada da sua equipa.

Do outro lado, foi preciso esperar pelo fecho do primeiro um quarto de hora para surgir a primeira aparição dos ingleses junto da área contrária. Após passe de Kane, Sterling – dentro da área – testou as luvas de Muric.

Rashica e Kololli tentaram, de longe, assustar a baliza defendida por Nick Pope, mas seria do outro lado que a bola acabaria por entrar, já com meia hora de jogo decorrida. Depois de Hudson-Odoi ter tentado a sua sorte num lance individual, foi a vez de Winks aparecer com enorme facilidade na cara do guarda-redes adversário – perante um setor defensivo completamente surpreendido – e inaugurar, assim, o marcador.

Festejos de Winks após inaugurar o marcador
Fonte: Federação Inglesa
Anúncio Publicitário

O início do segundo tempo foi uma fotocópia do primeiro, com a seleção orientada pelo suíço Bernard Challandes a chegar à baliza adversária com perigo por duas ocasiões, primeiro num remate de Berisha e depois num cabeceamento de Rrahmani. Persistia o mesmo problema: iniciativa, boas ideias de jogo, mas…má execução no último terço.

A formação de Gareth Southgate só conseguiu levar perigo à área contrária após a entrada do desequilibrador Rashford, com Harry Kane a rematar ao poste. E foi aí que a tendência do jogo sofreu alterações. Ao sentido de oportunidade aliou-se a velocidade dos seus intervenientes e a Inglaterra não tardou em chegar ao segundo, por intermédio de…Kane.

Na reta final do encontro, sucederam-se mais lances de perigo para os ingleses e os recém-entrados Rashford e Mount trataram de sentenciar o resultado no 0x4 final. A Inglaterra fecha, assim, a fase de grupos com 21 pontos em 24 possíveis, ao passo que o Kosovo afirmou-se como uma das sensações da prova ao terminar no 3º posto, com 11, garantindo um lugar no play-off de acesso ao Euro2020.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES:

Kosovo: Muric, Kololli, Aliti, Brahmani, Vojdova, Berisha (Halimi, 65’), Drecevic, Celina, Rashica, Hadergjonaj (Zhegrova, 73’) e Nuhiu (Rashani, 82’).

Inglaterra: Pope, Chilwell, Mings, Maguire, Alexander-Arnold (Tomori, 84’), Rice, Winks, Sterling, Oxlade-Chamberlain (Mount, 73’), Hudson-Odoi (Rashford, 59’) e Harry Kane.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários