logo mundial bnr

Clique aqui para ver os golos.
Clique aqui para ver as estatísticas.

 O RESCALDO

O encontro entre russos e argelinos era importantíssimo para as contas do grupo H. Para passar, a Rússia precisava obrigatoriamente de vencer e esperar que a Bélgica vencesse também, enquanto que para a Argélia bastava o empate.

A Rússia entrou muitíssimo bem no jogo e logo aos seis minutos inaugurou o marcador, fruto de um excelente cabeceamento de Kokorin, deixando MBolhi pregado ao chão. Depois do golo, a equipa de Slimani e companhia viu-se em desvantagem, sendo obrigada a correr atrás do resultado, visto que este apenas era benéfico para a Rússia.

Anúncio Publicitário

Grande início da seleção russa, que, com este golo e respetivos três pontos, estava nos Oitavos de Final. Todavia, o intervalo fez muitíssimo bem à seleção argelina, que entrou na segunda parte com uma atitude completamente diferente: procurou o golo, organizou o seu meio-campo, tentando causar oportunidades de golo em vez de jogar diretamente para Slimani, e dispôs de algumas oportunidades para empatar a partida. Com a procura do golo por parte dos argelinos, os russos jogaram em contra ataque e quase marcaram, não fossem as boas defesas do guardião MBolhi.

Slimani voltou a estar em destaque Fonte: FIFA
Slimani voltou a estar em destaque
Fonte: FIFA

Neste jogo, o ponto forte desta seleção foram as bolas paradas e, aos 59 minutos, fruto de mais uma bola parada, Islam Slimani subiu mais alto do que Akinfeev e empatou a partida, levando os adeptos presentes no estádio ao delírio. Grande golo! Os restantes 30 minutos foram de sofrimento para ambas as seleções: a Rússia procurava desesperadamente o golo, e a Argélia procurava manter este resultado até ao fim. Ou seja, houve emoção até aos últimos segundos!

O jogo terminou, e pela primeira vez na sua história a Argélia qualificou-se para os Oitavos de final de um Mundial. Esta passagem deveu-se a uma seleção com uma enorme raça, espírito de sacrifico e entrega em todos os jogos que disputou.

A Figura:

Islam Slimani tem de ser, obviamente, a figura do encontro, por ter marcado o golo que garantiu a histórica passagem argelina aos Oitavos de Final e por ter ajudado e muito a equipa no encontro diante da Coreia do Sul (marcou um golo e fez duas assistências).

O Fora-do-Jogo:

Para mim, Fábio Capello destacou-se pela negativa com as duras críticas que fez às arbitragens, considerando que foram estas o principal motivo da eliminação russa. Péssima atitude!