Anterior1 de 3Próximo

As seleções da Polónia e do Senegal entraram em campo para fechar a primeira jornada da fase de grupos do Mundial 2018. Depois da vitória do Japão, frente à Colômbia, ambas as nações procuraram a vitória para igualar a seleção nipónica na liderança do grupo H.

A partida começou com ambas as seleções a tentar chegar à área adversária, embora com pouca organização tática. A Polónia tentou controlar mais o jogo, enquanto que o Senegal apostou mais na velocidade e nos ataques rápidos, com Sadio Mané a ser o mais desequilibrador. Um início de jogo muito desequilibrado e com investidas verticais de parte a parte.

As duas equipas tentaram sempre criar perigo, mas sem grandes oportunidades claras. O primeiro golo da partida surgiu ao minuto 37, marcado pela seleção africana. Depois de uma recuperação de bola no meio campo, N’Diaye rematou de fora de área e, com alguma sorte à mistura, a bola bateu em Cionek, o central polaco, e traiu o guardião da Polónia. Apesar do jogo não ter tido muitas oportunidades, o Senegal conseguiu, através de processos mais simples, chegar mais vezes perto da baliza de Szczesny. Assistiu-se nesta primeira parte a uma supremacia do Senegal, que foi para o intervalo a vencer a Polónia, muito condicionada e sem criar grandes desequilíbrios.

Os adeptos africanos a festejar a participação do Senegal no Campeonato do Mundo
Fonte: FIFA

Depois do descanso, a Polónia entrou com mais vontade e com intenções de correr atrás do prejuízo. Pegou mais no jogo e tentou chegar ao golo do empate. Ao minuto 50, Robert Lewandowski teve a primeira aparição no jogo, com um livre direto bem batido, mas defendido pelo guarda-redes senegalês. Cinco minutos depois, os polacos voltaram a criar perigo na área adversária, mas Piszczek não conseguiu encontrar o caminho da baliza e rematou por cima.

A Polónia estava por cima, estava bem no jogo, mas foi o Senegal que marcou e aumentou a vantagem no marcador. Um lance confuso, com Niang a aproveitar uma desatenção entre Bednarek e Szczesny e a marcar o segundo golo da partida. Um lance polémico, porque Niang estava a ser assistido fora do campo e a autorização dada pelo árbitro para a sua reentrada não terá sido na melhor altura, uma vez que o Senegal estava a contra-atacar.

Ao minuto 69, a Polónia voltou a assustar, desta vez com Milik a atirar ao lado da baliza de KH. N’Diaye. Até ao fim, o Senegal tentou controlar o jogo, mas ao minuto 86 a Polónia, através de uma bola marcada e com um cabeceamento de Krychowiak, marcou o primeiro golo e relançou a partida. Os últimos minutos foram marcados pelas tentativas polacas para empatar a partida, mas sem sucesso. A partida terminou com uma vitória para o Senegal, que beneficiou de uma grande eficácia. Os africanos igualam a seleção do Japão e juntam-se à liderança do grupo H.

Onzes Iniciais

Polónia: Szczęsny; Pazdan; Cionek; Milik; Lewandowski; Krychowiak; Grosicki; Rybus; Błaszczykowski; Zieliński; Piszczek

Senegal: KH. N’Diaye; Koulibaly; Gana; S. Sane; M. Diouf; Mane; Sabaly; A. N’Diaye; Ismaïla; Niang; M. Wague

Anterior1 de 3Próximo

Comentários