Anterior1 de 3Próximo

Diretamente do Kaliningrad Stadium, Sérvia e Suiça apresentaram-se, com a mesma formação, para o jogo da segunda jornada do Grupo E. A equipa de Vladimir Petkovic não mexeu no onze, enquanto o treinador sérvio Mladen Krstajic promoveu apenas uma alteração: Kostic rendeu Ljajic.

Num jogo marcado por uma vertente histórica, relacionado com questões políticas, as seleções entraram em campo, sabendo que uma vitória da Sérvia garantia o apuramento para os oitavos de final do Campeonato do Mundo.

Ao minuto 4, Xhaka rematou de meia distância, mas foi a Sérvia que, um minuto depois, se adiantou no marcador. Ivanovic cruzou para Mitrovic, que cabeceou para uma boa defesa de Yann Sommer. Na segunda oportunidade, após um cruzamento em profundidade de Tadic, o avançado não desistiu e foi mais eficaz, batendo Sommer, sem hipóteses para defesa.

Minutos mais tarde, aos 14, Mitrovic voltou a repetir o gesto, mas o guardião estava atento. Aos 18’, um pontapé de bicicleta passou por cima da baliza helvética.

Anúncio Publicitário

Perante as investidas das Águias Brancas, a Suiça não baixou os braços e cresceu no jogo, ao mostrar uma boa atitude e tentar fazer de tudo para chegar ao golo do empate.

Shaqiri foi o principal motor da formação helvética que, aos 10 e aos 30 minutos, dispôs de duas boas oportunidades de alcançar o golo. Dzemaili foi o autor, mas não conseguiu ser eficaz.

Até ao fim da primeira parte, a partida foi extremamente tática e intensa, com sete faltas para cada lado e três delas a resultar em cartão amarelo. A oportunidade mais flagrante foi de Tadic que, nos descontos, rematou por cima da barra da baliza de Sommer.

Na segunda parte, a Suiça entrou melhor e chegou, aos 52 minutos, ao empate. Na sequência de um contra-ataque, o remate de Shaqiri é cortado e a bola chega aos pés de Xhaka que, de fora da área, remata para o fundo das redes de Stojkovic.

Ao minuto 58, a seleção deu continuidade ao bom momento de forma, com Shaqiri a ultrapassar dois defesas e a ameaçar com um remate que acertou no poste esquerdo.

Os últimos 30 minutos foram reservados para substituições, faltas e tentativas de uma seleção se superiorizar à outra.

Um lance de contra-ataque levou ao golo de Shaqiri
Fonte: FIFA

Quando tudo dava a entender que a partida terminaria empatada, uma arrancada de Xherdan Shaqiri, após uma transição rápida de um contra-ataque, surpreendeu Stojkovic, que não conseguiu defender. Estava feito o 2-1 para a Suiça, resultado esse que acabaria por ser definitivo.

Apesar da vitória suíça, as duas seleções apresentaram-se bem posicionadas. A Sérvia teve um bom arranque, mas o adversário mostrou-se mais consistente ao longo de todo o jogo. Conseguiu fazer a reviravolta num momento crucial, ao não baixar os braços em nenhum momento da exibição.

Este resultado deixa assim em aberto as decisões do Grupo E para a terceira e última jornada da fase de grupos. Com a Costa Rica eliminada, Brasil, Sérvia e Suiça disputam dois lugares nos oitavos de final. A luta promete ser acesa e a próxima jornada promete ser decisiva nas contas finais do grupo.

Sérvia: Stojkovic; Ivanovic, Milenkovic, Tosic e Kolarov; Matic, Milivojevic (Radonjic 81’), Tadic, Milinkovic-Savic e Kostic (Ljajic 65’); Mitrovic

Suiça: Sommer; Lichtsteiner, Schar, Akanji e Ricardo Rodriguez; Behrami, Xhaka, Shaqiri, Dzemaili (Embolo 73’) e Zuber (Drmic 93’); Seferovic (Gavranovic 46’)

Anterior1 de 3Próximo

Comentários