Cabeçalho Seleção Nacional

Foi um jogo de nervos este que opôs a seleção portuguesa, que apenas contou com um golo no decorrer dos 90 minutos, à sua congénere holandesa. Portugal pareceu ter sempre o controlo das operações, excetuando nos últimos minutos, onde a laranja mecânica tentou o tudo por tudo para conseguir pelo menos o empate e consequentemente levar o jogo a prolongamento.

Mas, bem, falando um pouco daquilo que foi o jogo, este começou de forma intensa e disputada, conforme se pôde ver pelas estatísticas ao intervalo, e foi nesta mesma metade que se decidiu o marcador: à passagem do minuto 27, Gedson Fernandes abre o marcador, num lance onde o guarda-redes holandês não fica isento de culpas.

Nos primeiros minutos, foi a Holanda a entrar mais forte, só que nós conseguimos equilibrar o jogo passados poucos minutos, daí eu dizer que foi uma metade inaugural muito equilibrada (só desequilibrada pelo golo referido em cima).

 

Anúncio Publicitário
Gedson Fernandes foi o autor do golo que coloca Portugal na final Fonte: Seleções de Portugal
Gedson Fernandes foi o autor do golo que coloca Portugal na final
Fonte: Seleções de Portugal

Na segunda parte, Portugal tentou controlar o jogo e apostar nos contra-ataques, pois o resultado era favorável e quem tinha de ir atrás do resultado era a formação holandesa. Foi com esta tática que conseguimos criar ainda mais perigo junto da baliza defendida por Bijlow, mas sempre com o guardião a opor-se muito bem aos nossos remates.

Posso estar a ser injusto, mas não me recordo de uma ocasião clara de golo dos nossos rivais na segunda metade; o jogo foi muito bem controlado e preparado pelo técnico Hélio Sousa, que conseguiu ainda anular por completo a figura da seleção holandesa, o jogador contratualmente ligado ao Manchester City, Rodney Kongolo.

Foi, portanto, uma vitória sofrida mas que me pareceu inteiramente justa por aquilo que se passou ao longo dos 90 minutos. O nosso golo foi feliz, é certo, mas creio que fomos a melhor equipa no somatório global do tempo de jogo.

Com esta vitória, seguimos para a grande final, que se disputa no sábado e onde temos de esperar um pouco para saber se jogamos com a Inglaterra ou com a República Checa, que começam a jogar às 17 horas.

Foto de Capa: Seleções de Portugal

1
2
3
Artigo anteriorEu só quero saber do Benfica
Próximo artigoProfissionais, mas nem tanto
Estuda economia em Coimbra, mas não deixa de prestar especial atenção ao que se passa no universo do desporto. O desporto preferido é Ténis, mas não perde uma oportunidade de acompanhar a Académica e o Benfica nas mais variadas modalidades.                                                                                                                                                 O Eduardo escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.