Anterior1 de 3Próximo

O SL Benfica e o ABC encontraram-se hoje em Braga para disputar mais um grande jogo de Andebol, como já nos têm vindo a habituar estas equipas.

Como habitual, o Benfica iniciou o jogo em 5×1. Hugo Figueira entrou muito bem em campo, fazendo duas intervenções em ataques consecutivos que mantiveram o jogo sem golos. O primeiro golo só surgiu aos dois minutos, para a equipa da casa. Pouco depois, apesar de estar em inferioridade numérica, o Benfica já assumia a vantagem do marcador. Aos 10 minutos, a equipa da casa perdia 2-5.

Esta vantagem benfiquista deveu-se muito ao bom rendimento de Hugo Figueira. Mas, no outro lado do campo, o veterano Humberto Gomes também estava em grande forma, fazendo desesperar os jogadores do clube da Luz. A meio da primeira parte os comandados de Jorge Rito aproveitaram a vantagem numérica e aproximaram-se no marcador. Na entrada para os últimos 10 minutos, o Benfica apenas vencia por um golo (7-8). Essa altura coincidiu com um dos momentos do jogo, a dupla defesa de Humberto Gomes. A qualidade do jogo do guarda-redes foi tanta que o Benfica em 4 livres de sete metros… Não havia marcado nenhum.

Carlos Resende foi, mais uma vez, feliz em Braga
Fonte: Andebol Portugal

No final da primeira parte, o Benfica demonstrava algumas dificuldades ofensivas devido à estatura da defesa do Académico, apostando assim na colocação de dois pivots. Ao intervalo o resultado era 10-11.

O ABC empatou a partida logo no início da segunda parte e Humberto Gomes voltou a entrar em grande forma. Ricardo Pesqueira foi expulso aos 33 minutos e a equipa da casa passou para a frente do marcador. A vantagem não durou muito tempo, porque menos de cinco minutos depois o Benfica voltava a assumir a vantagem (13-14). Chegados aos 40 minutos, o jogo estava empatado a 16.

Apesar de Ricardo Pesqueira, um dos melhores “defensores” do Benfica, ter sido expulso, a defesa vermelha e branca continuava a funcionar bem, permitindo ao Benfica praticar transições ofensivas rápidas. O jogo entrou, então, nos momentos decisivos, os últimos 10 minutos e o Benfica tinha uma vantagem de três golos (17-20). Os encarnados conseguiram manter essa vantagem e Carlos Resende conseguiu uma importante vitória no regresso a Braga.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários