Cabeçalho modalidadesO Sporting tinha hoje, na Turquia, o seu primeiro desafio na Champions League contra um complicado Besiktas, que já está habituado ao ambiente dos jogos europeus. Por conseguinte, não se adivinhava um jogo fácil para os verdes e brancos.

A equipa de Hugo Canela entrou muito forte na partida, conseguindo um parcial de 0-3 logo nos primeiros quatro minutos da partida. Esta boa entrada deveu-se, principalmente, à boa entrada em jogo de Manuel Gaspar, que continua a assumir a titularidade da baliza enquanto Asanin recupera de lesão, levando a que os “leões” aproveitassem saídas rápidas para o ataque, para conseguir ganhar vantagem inicialmente. No entanto, a equipa da casa conseguiu recuperar e reduziu para a vantagem mínima (5-6) aos oito minutos de jogo.

O Sporting CP aproveitou o bom momento de forma e a experiência de Tiago Rocha e explorou muito o jogo com o pivot para ganhar vantagem. Apesar da pressão da equipa turca, os pupilos de Hugo Canela melhoraram a performance defensiva e, aos 16 minutos, venciam 7-11. Vendo que a sua equipa não conseguia recuperar a desvantagem, o treinador do Besiktas pediu o primeiro time-out da partida, aos 22 minutos, quando perdia 10-14. De realçar o bom momento de forma de Pedro Portela, trazido já do Campeonato Nacional, que marcou vários golos de elevadíssima qualidade técnica.

A dois minutos do final da primeira parte foi a vez de a equipa técnica do Sporting pedir paragem de jogo, quando o marcador apontava 15-17. Nos minutos finais do primeiro tempo, a equipa da casa aproveitou a inferioridade numérica do adversário para se aproximar do marcador. O resultado, ao intervalo, era 16-17.

Os jogadores do Sporting a festejarem a importante vitória Fonte: Sporting CP
Os jogadores do Sporting a festejarem a importante vitória
Fonte: Sporting CPtin

Na segunda parte, os campeões nacionais entraram fortes defensivamente, mas não conseguiram impedir que o Besiktas empatasse o jogo 19-19, por volta do minuto 38. Nessa altura, a equipa portuguesa passava por algumas dificuldades ofensivas, o que, felizmente, não impediu que passasse para a frente do marcador três minutos depois do empate.

Anúncio Publicitário

Apesar das dificuldades que o Sporting passava em termos ofensivos, do outro lado do campo, na defesa, os “leões” tiveram cerca de oito minutos sem sofrer golos. A boa performance defensiva permitiu ganhar vantagem (26-22), através de ataques rápidos. O último time-out surgiu aos 53 minutos, quando o marcador era 22-27. O Sporting CP aguentou a pressão final do Besiktas e venceu 26-30.

Pedro Portela foi o melhor marcador da partida com oito golos.

 

Foto de Capa: Sporting CP

Artigo revisto por: Francisca Carvalho