Anúncio Publicitário

Depois de uma vitória esmagadora, a meio da semana, sobre o Boavista FC (38-19), foi tempo do Sporting voltar à principal competição europeia num jogo relativo à nona e penúltima jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões. A jogar fora de portas, a turma de Thierry Anti tinha em mãos uma tarefa complicada, pois jogava em casa do terceiro classificado da Liga Espanhola e atual líder do Grupo C, o Bidasoa Irun.

Mesmo com um ambiente hostil, por força da massa adepta da equipa da casa, a turma lusa entrou a todo gás, com Frankis Carol a faturar nos dois primeiros ataques e Cudic a parar os dois primeiros remates adversários.

Anúncio Publicitário

Com o Sporting coeso defensivamente e assertivo no ataque, os espanhóis passavam por dificuldades e aos seis minutos de jogo o treinador da casa já solicitava a primeira paragem técnica na partida, registava-se 4-6 no marcador.

Reatado o jogo, foi a vez dos leões sentirem sérios problemas. Os anfitriões reagiram e depois de acertarem as marcações, no eixo defensivo, conseguiram mesmo empatar e passar para a dianteira do encontro (9-8). Posição que seguraram até ao minuto 28, altura em que os “verde e brancos” igualaram o marcador, depois de uma desvantagem que chegou a ser de quatro golos.

Antes de recolherem aos balneários, houve ainda mais um golo para cada lado e as duas equipas estavam empatadas a 16 golos.

Retomado o encontro, o Sporting voltou a entrar melhor e rapidamente cavou uma vantagem de três golos (20-17), obrigando o treinador adversário, Jacabo Cuétara, a colocar novo time out.

Após várias tentativas de aproximação por parte do conjunto espanhol, este conseguiu mesmo chegar à igualdade. A meio da segunda parte o marcador registava 23-23 e o resultado final era cada vez mais incerto. Nenhuma das equipas conseguiu “descolar” no marcador.

O jogo só foi decidido no último minuto
Fonte: FPA

Até que, quando entrávamos no minuto 29, o recém-entrado Edmilson Araújo atirou para mais um remate certeiro, concedendo uma vantagem de dois golos para os Leões. E, numa altura em que a Sporting parecia ter o triunfo controlado, os espanhóis reduziram a diferença para um golo, sendo que a faltar apenas 30 segundos abriram novamente a discussão do encontro.

Com um ambiente de cortar a respiração, o conjunto luso teve ainda nova oportunidade para sentenciar a partida, no entanto o sérvio Ivan Nikcevic, isolado nos seis metros, acabou por desperdiçar. Com ainda seis segundos para se jogar, o líder do grupo C (Bidasoa Irun) demonstrou do que é feito e com uma jogada rapidíssima – que acabou na lateral direita – empatou o encontrou ao cair do pano (32-32).

EQUIPAS

Bidasoa Irun – Rangel Rosa; Xoan Ledo; Jon Azkue; Iñaki Cavero; Adrián Crowley; Mikel Zabala; Kauldi Odriozola; Iker Serrano; Esteban Salinas; Matheus Francisco; Milos Orbovic; Paco Barthe; Leo Renaud; Thomas Tesoriere; Rudy Seri; Jacobo Cuétara

Sporting CP – Pedro Valdes; Gonçalo Vieira; Carlos Pasarin; Frankis Marzo; Aljosa Cudic; Tiago Rocha; Francisco Tavares; Manuel Gaspar; Fred Bingo; Valentin Ghionea; Edmilson Araújo; Nemanja Mladenovic; Ivan Nikcevic; Marko Vujin; Luís Frade

Anúncio Publicitário