A CRÓNICA: CAMPEÃO EUROPEU CAI COM ESTRONDO NO DRAGÃO ARENA

Em jogo a contar para a 13.ª e penúltima jornada da fase de grupos da liga dos campeões, o FCP recebeu e bateu o atual campeão europeu por um resultado categórico.

A jogar em casa e com uma excelente moldura humana no Dragão Arena, os dragões tinham todos os ingredientes necessários para mais uma tarde histórica na cidade Invicta.

Apesar da má entrada dos pupilos de Magnus Andersson, que marcaram apenas um golo nos primeiros 10 minutos, a equipa visitante pouco ou nada se conseguiu superiorizar e a meio da primeira parte o FCP já vencia por 7-4.

Anúncio Publicitário

As dificuldades do HC Vardar em ultrapassar o 6×0 portista eram cada vez mais notórias, mas a inspiração do guarda redes macedónio Marko Kizikj ia adiando males maiores para os forasteiros no primeiro tempo.

Antes de recolherem para o descanso, o atual campeão europeu conseguiu encurtar distâncias e foram para intervalo a perder pela margem mínima: 11-10.

Já no segundo tempo, o conjunto portista voltou com mais serenidade.

Com uma coesão defensiva tremenda e uma elevada eficácia ofensiva os portistas não tardaram a dilatar a vantagem e aos 10 minutos venciam por 18-11.

Para azar do conjunto macedónio, os seus atletas pouco ou nada podiam fazer para travar o poderio do FCP, que jogada após jogada brindava os seus adeptos com execuções de se lhe tirar o chapéu.

Daí até final, a equipa visitante não mais voltou a assustar os azuis e brancos e, à entrada dos últimos dez minutos, o Porto vencia por seis golos de diferença, vantagem que voltou a ampliar até ao apito final: 30-22.

Com este resultado, os dragões ultrapassaram o HC Vardar na tabela classificativa e asseguraram pela primeira vez na história a passagem à próxima fase da principal prova europeia da modalidade (neste formato).

Recorde-se que ainda falta uma jornada para o término da fase de grupos e, na pior das hipóteses, o FCP cai para sexto lugar, posição que ainda assim garante a presença nos oitavos de final.

A FIGURA

Fonte: EHF

Daniil Shishkarev O ponta direita russo foi o jogador em destaque na partida. Brindou todos os presentes no Dragão Arena com variadíssimos remates de elevado recorte técnico. A sua serenidade na hora de atirar à baliza valeram-lhe 7 golos na conta pessoal, tornando-se assim o melhor marcador do encontro.

O FORA DE JOGO

Fonte: EHF

Timir DibirovO atleta internacional russo esteve longe do seu nível habitual. O ponta esquerda, que é um dos melhores do mundo na sua posição, não apontou qualquer golo no seu posto específico, o que espelha bem a sua fraca prestação.

ANÁLISE TÁTICA – FC PORTO

O FCP apresentou um sistema defensivo muito coeso. Assim, com o seu tradicional 6×0, criou sérias dificuldades à equipa visitante, que procurou em quase todos os momentos da partida combinações com o pivô.

Os contra-ataques e ataques rápidos foram as outras armas que ajudaram o conjunto portista a alcançar um resultado tão desnivelado.

SETE INICIAL + PONTUAÇÕES

Alfredo Bravo (7)

Alexis Borges (7)

Djibril Mbengue (6)

Branquinho (7)

André Gomes (7)

António Areia (7)

Rui Silva (6)

SUBS UTILIZADOS + PONTUAÇÕES

Daymaro Salina (6)

Yoan Blanco (5)

Leonel Fernandes (7)

Alexis Borges (8)

Thomas Bauer (não jogou)

Miguel Alves (não jogou)

Angel Hernandez (6)

Fábio Magalhães (6)

Victor Alvarez (6)

Miguel Martins (7)

 

ANÁLISE TÁTICA – HC VARDAR

Com um sistema defensivo 5×1 em que Timir Dibirov era o homem mais avançado, o conjunto macedónio procurava dificultar as manobras ofensivas do FCP. Ainda que nos primeiros 10 minutos isso tenha surtido efeito, o FCP acabou por se adaptar.

Desta forma, sem grandes soluções no ataque e com uma defesa pouco agressiva, a equipa visitante acabou por pagar bem caro a saída de alguns jogadores importantes nos últimos meses, fruto dos salários em atraso.

SETE INICIAL + PONTUAÇÕES

Dimitar Dimitrioski (6)

Stats Skube (6)

Khalifa Ghedbane (5)

Jose de Toledo (5)

Timir Dibirov (4)

Daniil Shishkarev (9)

Marko Kizikj (8)

SUBS UTILIZADOS + PONTUAÇÕES

Stojanche Stoilov (7)

Dejan kukulovski (6)

Martin Kapalevski (6)

Domen Pelko (6)

Gleb Kalarash (7)

Ivan Cupic (6)

Alen Kjosevski (5)

Sergey Gorpishin (6)

Foto de Capa: FAP

Artigo revisto por Diogo Teixeira

Comentários