Anterior1 de 3Próximo

Depois do desaire em Skopje frente ao campeão europeu (HC Vardar), o Futebol Clube do Porto recebeu e bateu, este sábado, o campeão polaco (PGE Vive Kielce) por 33-30, em jogo relativo à terceira jornada da principal prova europeia do andebol.

Ainda que o Kielce tenha entrado melhor na partida, ao consumar um parcial de 0-2, foi o FCP que assumiu, desde cedo, o comando do marcador. Aos 10’ já vencia por uma diferença de dois golos, 4-2, numa altura em que a equipa polaca não agitava as redes portistas há mais de oito minutos.

Num jogo extremamente aguerrido e muitíssimo bem disputado, a equipa portista mostrou, uma vez mais, estar à altura das melhores formações da Europa. Ainda que o Vardar tenha conseguido inverter o resultado a meio da primeira parte, 4-5, os ‘azuis e brancos’ deram resposta imediata, e, à entrada dos últimos dez minutos do primeiro tempo, tinham novamente chegado à liderança por dois golos, 8-6, ora pela tremenda eficácia no ataque, ora pela exibição monstruosa de Alfredo Quintana, que defendia bola atrás de bola.

Daí até ao final da primeira metade, os dragões não tiraram o ‘pé do acelerador’ e dilataram o resultado para 15-12. Destaque para Diogo Branquinho, ponta-esquerda portista, que, nos instantes antes de ir para intervalo, puxou dos galões e fez levantar o Dragão Arena com um golo de belíssimo efeito, a chamada “rosca” na gíria do andebol.

Já na segunda parte, o Futebol Clube do Porto voltou a entrar destemido e ciente da tarefa em mãos. Apoiado pela sua massa adepta não tardou a cavar novo fosso e à passagem do minuto oito vencia por cinco golos de diferença, 20-15.

Dando conta das dificuldades que estavam a sentir, os forasteiros foram procurando encurtar distâncias por meio de iniciativas individuais, e, numa fase menos eficaz da equipa da casa, conseguiram mesmo reduzir a diferença para um golo, numa altura em que entravamos nos últimos dez minutos do encontro.

No entanto, em cinco minutos, os campeões nacionais voltaram a dilatar a vantagem para cinco golos. Daí até ao término da partida, a equipa visitante ainda assustou o Dragão Arena, com uma ligeira aproximação, mas no último minuto Daymaro sentenciou o encontro, e fixou o resultado em 33-30.

Equipas:

PGE Vive Kielce – Mateusz Kornecki, Igor Karacic, Dovishebaev Dujshebaev, Doruk Pehlivan, Julen Aguinagalde, Blaz Janc, Krzysztof  Lijewski, Mariusz Urkiewicz, Uladzislau Kulesh, Arkadiusz Moryto, Angel Perez, AndreasWolf, Artsem Karalek, Romaric Guillo.

FC Porto – Alfredo Bravo, Victor Alvarez, Yoan Blanco, Miguel Martins, Djibril Mbengue, Angel Zulueta, Rui Silva, Daymaro Salina, Ruben Ribeiro, Leonel Fernandes, Alexis Borges, Diogo Branquinho, Thomas Bauer, António Areia, André Gomes, Fábio Magalhães.

Foto De Capa: EHF

Anterior1 de 3Próximo

Comentários