Anterior1 de 3Próximo

O FC Porto perdeu hoje, na Ucrânia, frente ao HC Motor Zaporoshye por 33-29 num jogo extremamente atípico para os dragões.

Depois da boa exibição frente ao Montpellier na jornada anterior, o FC Porto entrava para esta partida com uma verdadeira praga de lesões que em muito condicionou a sua exibição. Com apenas onze jogadores, nos quais estão incluídos os dois guarda-redes, os dragões foram obrigados a jogar com muita criatividade e improviso.

Optando por atacar com sete durante largos períodos de tempo, o central Miguel Martins jogou como pivot durante a maior parte do encontro e Leonel Fernandes, habitualmente ponta-esquerda, teve que atuar como ponta-direita dada a falta de opções.

Contudo, e apesar de todas as condicionantes, os comandados de Magnus Andersson deram boa conta de si. Apesar de alguns períodos de menor lucidez ofensiva e falta de poder de choque na defesa, a equipa portuguesa foi-se mantendo perto o suficiente no marcador para aspirar à reviravolta no marcador.

Ao intervalo o marcador assinalava 19-16 para o HC Motor, mas aos quatro minutos do segundo tempo os dragões conseguiram mesmo o empate a 20. No entanto, um conjunto de más decisões no ataque e algum cansaço fruto do esquema defensivo 5-1, permitiram que os ucranianos voltassem a criar um “fosso” importante de três golos.

Quando o pivot Daymaro Salina recebeu uma exclusão de dois minutos com dez minutos jogados na segunda parte, o HC Motor aproveitou da melhor forma e conseguiu aumentar a vantagem para cinco.

Sem quaisquer tipo de opções para poder rodar a equipa e com o cansaço a ser cada vez mais visível no plano defensivo, os “azuis e brancos” iam lutando.

Utilizando uma defesa extremamente aberta e “agressiva” (no bom sentido), e com André Gomes a ser o mais esclarecido no ataque, a equipa da cidade Invicta lutou até ao fim mas não conseguiu voltar a aproximar-se do marcador e sofreram assim uma derrota que, apesar de tudo, não lhes retira o quinto lugar da classificação do Grupo B.

A Liga dos Campeões regressa agora em Fevereiro dada a pausa para as seleções em Janeiro devido ao Europeu 2020 onde Portugal vai marcar presença.

EQUIPAS

HC Motor Zaporoshye – Stevan Vujovic, Iurii Kubatko, Maxim Babichev, Aidenas Malasinskas, Barys Pukhouski, Zakhar Denysov, Dmytro Doroshchuk, Artem Kozakevych, Dener Jaanimaa, Pavlo Gurkovski, Stanislav Zhukov, Oleksandr Kasai, Mateusz Kus, Igor Soroka, Gennadiy Komok, Victor Kireev.

FC Porto – Alfredo Quintana, Miguel Martins, Djibril Mbengue, Rui Silva, Daymaro Salina, Ruben Ribeiro, Leonel Fernandes, Diogo Branquinho, Thomas Bauer, André Gomes, Fábio Magalhães.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários