O SL Benfica deslocou-se, este sábado, ao pavilhão municipal da Maia para defrontar o ADA/Maia ISMAI, batendo a equipa da casa por 25–27, num encontro que deu início à campanha dos dois conjuntos na principal prova do andebol Nacional. 

Embora os favoritos fossem os encarnados, estes tiveram uma tarefa, fora de portas, muito complicada.

A equipa da casa entrou bem no encontro, com o guarda redes maiato, Ricardo Castro, em grande plano, opondo-se com elevada notoriedade aos dois primeiros remates dos encarnados. Uma nota de mérito recai também para Délcio Pina, autor dos quatro primeiros golos da equipa maiata. 

Com um Benfica desatento na defesa e pouco esclarecido no ataque, o ADA/ISMAI rapidamente se colocou em vantagem. Vantagem essa, que se foi dilatando até aos primeiros 15 minutos do encontro, altura em que o conjunto de Alexandre Melo estabeleceu o 7-4 no placard, obrigando Carlos Resende, treinador das águias, a colocar o primeiro desconto técnico na partida.

Já retomado o jogo, e corrigidos os erros, a turma benfiquista rapidamente encurtou distâncias, e, no minuto 21, conseguiu mesmo passar para o comando da partida, por intermédio do canhoto Kévynn Nyokas.

Daí até final, nenhum dos dois conjuntos foi capaz de descolar no marcador, e ao intervalo registava-se um resultado muito nivelado, 14-14.

Anúncio Publicitário

Ouvidas as indicações, as duas equipas voltaram ao terreno de jogo e, foi novamente a turma maiata a entrar melhor na partida, concretizando da melhor forma um livre de sete metros provocado pelo reforço dinamarquês Toft Hansen – que acabou por ser advertido com uma sanção de dois minutos.

A equipa da casa não conseguiu surpreender o favorito Benfica
Fonte: ADA/Maia ISMAI
Depois de sucessivas tentativas, foi a vez do Benfica igualar o resultado e passar para a frente do marcador, cavando pela primeira vez uma vantagem de dois golos no encontro, quando já estavam decorridos os primeiros 10 minutos do segundo tempo e numa fase em que a equipa da casa parecia acusar algum cansaço.

Mediante esta condição, o treinador maiato viu-se obrigado a pedir um desconto de tempo na partida. Cartada que veio a surtir efeito logo nos minutos seguintes, com os maiatos a entrarem nas quatro linhas ainda mais aguerridos e determinados.

Ainda assim, essa audácia, acabou por não ser suficiente para alterar o desfecho da partida, que acabou por ser verdadeiramente emocionante e decidida apenas no último minuto com um tento certeiro de Pedro Seabra, que acabou por estabelecer o resultado final em 25-27.

EQUIPAS

ADA/Maia ISMAI: Manuel Borges Delcio Pina, Afonso Lima, Manuel Lima, Ricardo Mourao, Miguel Pinto, Jose Xavier, Tiago Sousa, Oleksandr Nekrushets, Joao Furtado, Joao Carvalho Joao Pimentel, Hugo Santos, Manuel Lima, Ricardo Castro, Andre Azevedo.

SL Benfica: Davide Carvalho, Pedro Marques, Joao Pais, Rene Hansen, Kévynn Nyokas, Miguel Ferreira, Paulo Moreno, Ricardo Pesqueira, Borko Ristovski, Guilherme Tavares, Carlos Cosano, Carlos Martins, Nuno Pereira, Fabio Antunes, Petar Djordjic, Francisco Pereira