Anterior1 de 3Próximo

O FC Porto escreveu mais um capítulo na sua caminhada histórica na Liga dos Campeões. Depois de ter visto a equipa francesa roubar pontos no Dragão Arena, os dragões vingaram-se e conseguiram complicar mais uma vez a luta do Montpellier HB pelo primeiro lugar do grupo.

Eficaz. Essa é a palavra que melhor define a exibição do FC Porto. Ao longo do encontro, os azuis-e-brancos concretizaram 77% dos seus ataques, um número incrível dada a valia do seu adversário, que se ficou pelos 52%.

Focando então na história do jogo, a partida começou com os dragões a abrirem o marcador. A equipa da casa empatou, mas foi sol de pouca dura uma vez que o FC Porto depressa abriu uma vantagem de três golos, fazendo o 2-5. De resto foi essa a tendência do encontro. O Montpellier HB teve bastantes dificuldades em assumir o jogo, principalmente no plano ofensivo, e raramente se conseguiu manter empatado durante muito tempo.

A defesa portista, que tem estado em destaque ao longo da época, voltou a assumir um papel importante e conseguiu frustrar Diego Simonet, Valentin Porte, Melvyn Richardson e Gilberto Duarte, quatro jogadores fundamentais na manobra ofensiva da equipa francesa.

Ao intervalo o marcador assinalava 10-14 para os lusos, e no segundo tempo essa tendência manteve-se. Kyllian Villeminot ia mantendo o Montpellier HB na luta, mas Miguel Martins assumiu o jogo e viu-se.

No melhor jogo do central português esta época, Miguel Martins marcou sete golos e envolveu toda a equipa no processo ofensivo o que provou ser a decisão certa. Alexis Borges (seis golos), Diogo Branquinho (seis golos) e Miguel Martins (sete golos) marcaram 19 dos 27 golos dos dragões.

Assim o resultado final foi de 22-27 e o FC Porto soma uma nova vitória surpreendente na Liga dos Campeões e encontra-se em quinto lugar da classificação com os mesmos pontos que o VIVE Kielce. Na próxima jornada, Magnus Andersson e os seus comandados deslocam-se à Ucrânia para defrontar o HC Motor Zaporozhye.

EQUIPAS:

Montpellier HB – Marin Sego, Paul-Louis Guiraudou, Elio Zammit (5), Diego Simonet (5), Kyllian Villeminot (5), Jonas Truchanovicius, Hugo Descat, Kevin Bonnefoi, Julien Bos (1), Frederic Pettersson, Melvyn Richardson (1), Valentin Porte (1), Yanis Lenne (4), Benjamin Afgour, Mohamed Soussi (2), Gilberto Duarte (2).

FC Porto – Alfredo Quintana, Victor Iturriza (2), Yoan Balasquez, Miguel Martins (7), Djibril Mbengue (2), Rui Silva, Daymaro Salina (1), Ruben Ribeiro, Leonel Fernandes, Alexis Borges (6), Diogo Branquinho (6), Thomas Bauer, André Gomes (2), Fábio Magalhães (1).

Anterior1 de 3Próximo

Comentários