No final do passado mês de Julho surgiu a notícia no portal Guimarães Digital que o Vitória Sport Clube, através de um protocolo com o CCR Fermentões, vai trazer de volta, na próxima época, a secção de Andebol, com a equipa sénior, que irá competir na III Divisão.

Este era um desejo antigo de Pedro Guerreiro, vice-presidente para as modalidades dos vimaranenses, sendo que o Andebol é uma modalidade com história no Vitória, mas que já se encontrava encerrada desde a década de 90. Este protocolo permite que o CCR Fermentões mantenha as suas equipas de formação, sendo que o Vitória apenas surgirá, neste momento, como equipa sénior.

De recordar que o CCR Fermentões, em 2018/19, apesar de ter conseguido conquistar a manutenção no Andebol 1, desistiu da participação na prova em 2019/20 e suspendeu o escalão sénior do clube. O objetivo seria continuar a apostar na formação e, quando fosse viável economicamente, regressar com a equipa sénior. Passados dois anos, a solução foi outra, passando pelo regresso do histórico Vitória ao escalão sénior. De realçar, ainda, que foi a desistência do Fermentões em 2019 que permitiu o regresso doutro histórico, o Vitória FC, à primeira divisão.

Um dos principais nomes do Andebol nacional nas últimas duas décadas, Carlos Carneiro, fez grande parte da sua formação, de Infantis a Juvenis, nos escalões do Vitória SC. Terminou a sua formação no Francisco de Holanda e no ABC, tendo passado ao longo da sua carreira sénior pelo ABC, Boavista FC, Fafe, Madeira SAD, SL Benfica e nos últimos cinco anos no Sporting CP. Tem 109 internacionalizações e 313 golos por Portugal, tendo participado no EHF Euro 2006. No seu palmarés tem, entre outros, uma Challenge Cup, cinco títulos do Andebol 1, duas Taças de Portugal e duas Supertaças.

O Central Carlos Carneiro fez iniciou o seu percurso no Vitória SC
Fonte: Carlos Silva/Bola na Rede
Anúncio Publicitário

Temos de esperar para ver se o regresso dos “Conquistadores” vai ser vitorioso, mas podemos, desde já, olhar para este regresso de um histórico do desporto em Portugal como algo muito positivo, principalmente numa altura em que o mais fácil seria adiar este esperado e desejado regresso e em que existem imensas equipas que estão a considerar não participar em competições seniores devido às dificuldades financeiras. Uma atitude de louvar e de grande clube, algo que o Vitória SC nos tem vindo a habituar nos últimos anos. Nota ainda para a participação do CCR Fermentões neste acordo que certamente terá sido decisiva para o regresso dos “Conquistadores”.

Foto de Capa: Vitória SC

Artigo revisto por Inês Vieira Brandão

Comentários