Anterior1 de 3Próximo

Cabeçalho modalidadesNum dos meus anteriores artigos tinha referido que a diferença de golos poderia ser decisiva neste acesso ao Play-off para o Mundial de 2019. Tal como eu “previ” esta diferença de golos foi decisiva na derradeira jornada no nosso grupo.

Em primeiro lugar, devo realçar a excelente moldura humana presente na Póvoa do Varzim, que de certeza deu ânimo e força aos nossos jogadores na altura em que eles mais precisaram. Apesar de ainda faltar muito para se equiparar aos ambientes frenéticos dos países com mais tradição no Andebol a presença de adeptos nos Pavilhões é o primeiro passo para lá chegar.

Vamos, então, ao jogo. Portugal entrou bem na partida, confiante, e aos cinco minutos de jogo já vencia 4-2. O jogo continuou morno e quando a Seleção das Quinas ganhou mais um golo de vantagem o treinador polaco parou o jogo para tentar impedir que o seu adversário se adiantasse no resultado.

A equipa de Paulo Pereira manteve-se no comando da partida e a Polónia só conseguiu causar problemas a Portugal quando se encontrava em superioridade numérica. Aos 20 minutos da primeira parte já só vencíamos 11-10 e Paulo Pereira pediu time-out. Nesses dez minutos finais Hugo Figueira fez algumas intervenções importantes e Portugal saiu para o intervalo a vencer 15-13.

Era esta a moldura que se encontrava no Pavilhão na Póvoa de Varzim Fonte: Federação de Andebol Portugal
Era esta a moldura que se encontrava no Pavilhão na Póvoa de Varzim
Fonte: Federação de Andebol Portugal

Seis minutos após o descanso a Polónia chegou ao empate (17-17). A Polónia ganhou confiança e poucos minutos depois passou para a frente. Este resultado não agradava a Portugal e todos sabiam isso. Paulo Pereira uniu as tropas, os jogadores motivaram-se e os adeptos deram-lhes força.

Depois de algumas alterações em termos defensivos conseguimos voltar a alcançar a Polónia e passar para a frente (25-24). Ainda deixamos que a Polónia empatasse a partida a 27, mas sendo este o resultado final.

Portugal garantiu a presença no Play-off de acesso ao Campeonato do Mundo de 2019. Nessa fase poderá encontrar: Áustria, Bielorrússia, Croácia, Eslovénia, Espanha, Hungria, Islândia, Macedónia, Montenegro, Noruega, República Checa, Sérvia e Suécia. Deste lote de equipas certamente seria preferível que nos saísse em sorte uma destas quatro: Áustria, República Checa, Montenegro ou Sérvia. Seja quem for será um adversário muito complicado.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários