Anterior1 de 3Próximo

FC Porto e SL Benfica disputaram, ontem dia 1 de Maio, o jogo grande desta 5ª jornada da Fase Final, Grupo A, com os dragões a mostrarem toda a sua força e a vencerem por 28-23, alcançando assim o Sporting CP na liderança do Campeonato. 

Jogo que começou com os encarnados por cima, aos quatro minutos estes já venciam por 4-2. No entanto, o FC Porto encontrou-se e depois de igualar a partida a quatro, cavou uma pequena liderança de dois golos, fazendo o 5-7, que depois geriu nos minutos seguintes.

Íamos assistindo a uma partida de parada e reposta, com os dois conjuntos a trocarem várias vezes a liderança no marcador mas com nenhuma a ser capaz de “descolar”. Até que, aos 29 minutos da primeira parte, Yoan Balasquez marcou, fazendo o 10-13, abrindo assim a maior separação ate à altura. Nuno Grilo ainda conseguiria reduzir para dois golos antes no fim do primeiro tempo, mas ao intervalo o marcador assinalava mesmo uma vantagem de 11-13, favorável aos azuis-e-brancos.

A segunda parte foi diferente. Um FC Porto mais autoritário conseguiu logo nos primeiros minutos aumentar a sua vantagem, fazendo um parcial de 3-0 nos primeiros três minutos, chegando assim aos 11-16, uma vantagem que provou ser fundamental no decorrer da partida, uma vez que o SL Benfica não foi mais capaz de se aproximar ou ameaçar a liderança portista. As falhas técnicas iam-se sucedendo, de tal forma que aos 41minutos o resultado firmava-se em 16-18 o que levou o treinador Magnus Andersson a colocar um time-out.

Depois do apuramento para a Final 4 da Taça EHF, dragões continuam a voar alto
Fonte: FAP

A paragem surtiu efeito, uma vez que minutos depois o porto voltou a aumentar a sua vantagem para três golos, fazendo o 18-21 por intermédio de António Areia na conversão de um livre de sete metros. De seguida foi a vez de Carlos Resende pedir um tempo técnico de forma a preparar os minutos finais da partida e ainda tentar virar o resultado a seu favor. Contudo, essa pausa não teve o efeito desejado, uma vez que foi a equipa da Invicta que voltou melhor, chegando aos quatro golos de vantagem pouco depois. 

A cinco minutos do final do encontro, e com o SL Benfica a jogar com mais coração do que cabeça, o FC Porto conseguiu manter a vantagem e chegar aos cinco de vantagem quando o cronómetro marcava 58minutos por intermédio de Rui Silva.  Antes do apito final ainda ambas as equipas marcariam, com Yoan Balasquez, tal como fizeram na primeira parte, a marcar o último golo antes do apito do árbitro, fazendo o 23-28 final.

Assistimos então a uma nova demonstração de força por parte dos azuis-e-brancos, que depois de garantirem o apuramento para a final four da Taça EHF – onde irão encontrar o Fuchse Berlin na meia final – assumem assim a liderança do campeonato em igualdade pontual com o Sporting CP.

EQUIPAS

SL Benfica: Hugo Figueira, Davide Carvalho, João Silva, Pedro Seabra (1), João Pais (1), Kévynn Nyokas (5), Belone Moreira (3), Paulo Moreno (1) Ricardo Pesqueira (1), Arthur Patrianova, Borko Ristovski, Carlos Martins, Nuno Grilo (6), Fábio Vidrago (2), Miguel Espinha, Ales Silva (3)

FC Porto: Alfredo Quintana (1), Victor Iturriza, Yoan Balasquez (2), Miguel Martins (3), Djibril Mbengue (1), Angel Hernandez, Rui Silva (4), Leonel Fernandes, Alexis Borges (1), Diogo Branquinho (1), Thomas Bauer, António Areia (7), André Gomes (2), Miguel Alves, Fábio Magalhães (2). 

Anterior1 de 3Próximo

Comentários