Benfica e ABC defrontavam-se hoje em jogo referente à segunda jornada do Andebol1 e este era um de dois jogos consecutivos que irão colocar à prova as capacidades dos encarnados na luta pelo título.

O primeiro golo da partida foi marcado pelo reforço benfiquista Djordjic. O Benfica entrou forte defensivamente, com Djorjic, Molina, Toft-Hansen a causarem inúmeras dificuldades ao ataque da equipa minhota que apenas conseguiu marcar um golo nos primeiros cinco minutos. Em termos ofensivos, o ataque estava bem organizado e fluido, demonstrando que os reforços se estão a integrar da melhor maneira. A forte entrada em jogo do Benfica levou Jorge Rito a pedir o primeiro time-out logo aos seis minutos da partida, quando a equipa da casa já vencia 6-1. A forte defesa encarnada permitia a execução de contra-ataques que eram letais para o ABC.

A paragem de jogo teve efeitos imediatos, com o ABC a conquistar um parcial de 0-3 (6-4), aproximando-se do Benfica, mas este seria o melhor momento da equipa no jogo. A meio da primeira parte a equipa de Carlos Resende já vencia por 9-4. Até ao intervalo a diferença no marcador apenas aumentou, apesar de alguns momentos de desatenção por parte do Benfica. Ao intervalo o placard marcava 16:10.

O reforço e a figura do jogo Petar Djordjic em ação pela primeira vez na Luz
Fonte: SL Benfica – Modalidades

Carlos Resende fez algumas alterações no inicio da segunda parte: Nuno Grilo assumiu a posição de lateral direito e o jovem Francisco Pereira ocupou a lateral direita. Estas mudanças trouxeram alguma indefinição em termos ofensivos nos momentos iniciais da segunda parte. Na baliza encarnada estava Miguel Espinha, já que Borko Ristovski estava com gripe.

Anúncio Publicitário

O guarda-redes português aproveitou a oportunidade e apresentou-se em boa forma na baliza benfiquista. Na outra baliza o veterano Humberto Gomes rubricava outra exibição de qualidade como o experiente guarda-redes já nos habituou. Na próxima jornada há derby na Luz e, portanto, aos 40 minutos e com o jogo controlado, Carlos Resende começou a rodar a equipa, colocando em campo alguns suplentes: Davide Carvalho, João Pais, Gustavo Capdeville. Nota ainda para a estreia do jovem lateral direito Guilherme Tavares.

No final o SL Benfica venceu por 29-22 o ABC/UMinho. O resultado nunca teve em causa e os candidatos aos títulos rubricaram uma exibição muito consistente, que deixa boas impressões para os adeptos.

EQUIPAS

SL Benfica: Miguel Espinha; Pedro Seabra; Toft Hansen; Kevynn Nyokas; Carlos Martins; Fábio Vidrago; Petar Djordjic; Davide Carvalho; João Pais; Paulo Moreno; Ricardo Pesqueira; Guilherme Tavares; Carlos Molina; Nuno Grilo; Gustavo Capdeville; Francisco Pereira

ABC/UMinho: Humberto Gomes; Hugo Rocha; João Peixoto; André José; André Rei; Francisco Silva; João Fernandes; Carlos Oliveira; Nuno Vieira; Carlos Bandeira; Arsenashvili Erekle; Diogo Duarte; Rui Baptista; Hugo Manso; Rui Ferreira; José Vieira