Anterior1 de 3Próximo

Após o empate no fim-de-semana para a Liga dos Campeões de andebol, o Sporting CP recebeu a equipa do CF Os Belenenses em jogo a contar para a nona jornada do Andebol 1. Em oito jogos, os leões somavam oito vitórias e dividiam a liderança com o FC Porto. Por sua vez, a equipa de Belém vinha de três jogos consecutivos a perder e tentava no jogo de hoje inverter esta tendência. Um dos pontos de maior destaque da partida de hoje era o regresso de Pedro Solha, jogador que representou o Sporting CP por uma década e, que, na hora da saída, não teve qualquer homenagem por parte do clube de Alvalade.

PRIMEIRA PARTE QUE NÃO FOI PARA ALÉM DOS SERVIÇOS MÍNIMOS

O CF Os Belenenses até começou bem e dispôs de algumas vantagens de dois golos (0-2, 2-4 e 3-5). Todavia, a equipa de Thierry Anti, que não contava com Frankis Carol e Edmilson Araújo por lesão, rapidamente perdeu fôlego e o Sporting CP passou pela primeira vez para a frente do marcador quando estavam decorridos 12 minutos. A partir desse momento, não mais os leões largaram a liderança do encontro. Na primeira parte, destaque para o guarda-redes verde e branco, Manuel Gaspar. O jovem internacional português defendeu um livre de sete metros e teve várias intervenções de bom nível. No final dos primeiros trinta minutos, o resultado era de 15-12.

SEGUNDA PARTE LEONINA PAUTADA PELO RIGOR E PELA QUALIDADE

Como já tem sido hábito, os leões melhoraram no segundo tempo e aproveitaram também algum desgaste da equipa azul. Se ao intervalo a vantagem era apenas de três golos, no final do encontro o resultado fixou-se em 31-21. Destaque neste encontro para a estreia do reforço leonino Marko Vujin. Apesar dos quatro golos marcados, o sérvio de 34 anos demonstrou ainda precisar de ritmo competitivo, mas é um jogador de créditos firmados e o facto de ser canhoto pode ser uma grande mais-valia para a equipa leonina.

Houve tempo ainda para o jovem Duarte Seixas com apenas 17 anos se estrear a marcar. No capítulo individual, e apesar de algumas falhas técnicas e desconcentrações, Pedro Valdez foi o melhor marcador do encontro com oito golos. O Sporting CP soma assim nove vitórias em tantos jogos e fruto da diferença de golos assume a liderança do Andebol 1. Os leões deslocam-se agora à Finlândia para defrontar o Riihimäen Cocks em jogo a contar para a quinta jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões. A partida acontece no próximo sábado pelas 16h.

PEDRO SOLHA: A HOMENAGEM QUE DEVERIA TER TIDO

No desporto, como na vida, devemos ser gratos a quem muito nos deu e, também na hora da despedida, devemos demonstrar isso mesmo. Pois bem, não foi nada disso que o Sporting CP fez com Pedro Solha. O jogador português vestiu o emblema leonino por uma década, mas acabou por sair pela porta pequena. A direção do Sporting CP nem sequer entendeu ser justo chamar Pedro Solha ao Pavilhão João Rocha para que, no meio de um qualquer intervalo, homenageasse o jogador português. Essa homenagem até poderia ter sido feita hoje, mas o que nasce torto, tarde ou nunca se endireita.

No entanto, os adeptos verde e brancos não se esqueceram do que Pedro Solha fez pelo Sporting CP e trataram de o homenagear. Uma das claques organizadas do clube apresentou uma faixa em que expressava o seu agradecimento pelos dez anos em que Solha representou o clube. Contudo, não foram apenas as claques organizadas que o quiseram fazer. Os adeptos presentes no pavilhão João Rocha aplaudiram cada golo que Pedro Solha marcou e, no final do encontro, cantaram o seu nome bem alto. O jogador acabou até por verter algumas lágrimas. A homenagem não foi oficial, como deveria ter sido, mas foi certamente bastante mais saborosa para Pedro Solha.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários