Anterior1 de 3Próximo

A Diamond League viaja finalmente para a Europa na temporada 2018 e o primeiro meeting em solo europeu é já esta quinta-feira, em Roma. Com mais nomes europeus como seria de esperar, mas a manter a qualidade habitual, há importantes provas e fields a destacar, pelo que não iremos perder tempo e iremos focar-nos naquelas que serão as provas que mais prometem na nossa óptica, voltando ao modelo igualitário de referir 5 provas no masculino e 5 provas no feminino.

Masculino

100 Metros: Há poucos dias, Ronnie Baker com uma autêntica demonstração de força bateu, de forma algo surpreendente, Christian Coleman, em Eugene. O tempo de 9.78 foi obtido com um vento ligeiramente antirregulamentar, mas poucas dúvidas restaram que Baker vale neste momento bem mais do que os 9.97 que tem para apresentar como recorde pessoal. Coleman terá aqui a sua segunda prova da temporada e sem a pressão dos holofotes que teve em Eugene, veremos como se comporta o prodígio norte-americano.

Uma coisa é certa: este 2018 parece marcado por esta inesperada rivalidade norte-americana, depois dos confrontos na temporada de Pista Coberta e agora ao Ar Livre. Mas o elenco de Roma tem um bónus que se chama Akani Simbine. O atleta sul-africano que tem um melhor pessoal de 9.89, já bateu nesta temporada Yohan Blake para se sagrar o campeão dos Jogos da Commonwealth, apesar de nessa prova ter partido bastante mal. Presente também estará o campeão mundial dos 200 metros, o turco Ramil Guliyev e o francês Jimmy Vicaut, que esta época já correu em 10.00. Desta vez, a prova é a pontuar para a classificação da Diamond League. 

1500 Metros: É um dos elencos mais fortes de Roma e contará com os maiores nomes da distância na atualidade. Elijah Manangoi, do Quénia, é o campeão mundial e já este ano venceu os Jogos da Commonwealth na distância. Viu, ainda assim, na prova da Milha em Eugene, ficarem à sua frente o jovem de 18 anos etíope Samuel Tefera e o seu compatriota Timothy Cheruiyot no primeiro lugar. Os 3 estarão aqui numa prova que promete incendiar a pista e as bancadas. Cheruiyot é o medalhado de Prata de Londres e o vencedor da edição 2017 da Diamond League. Tefera sagrou-se campeão mundial de Pista Coberta em Birmingham e melhor elenco não se poderia pedir. Em pista também estará outra jovem promessa etíope, que até já venceu um meeting da Diamond League esta temporada, em Doha, Taresa Tolosa e Ayanleh Souleiman, outro ex-campeão mundial em Pista Coberta. Pode bem vir a ser a prova da noite na pista! 

400 Metros Com Barreiras: Muita curiosidade também para a distância mais longa das barreiras que contará com o norueguês Karsten Warholm, o surpreendente campeão mundial de Londres, que se estreará aqui na temporada ao ar livre, agora com muito mais gente atenta ao mesmo.

O Surpreendente título de Warholm

Não poderia ter uma estreia mais complicada, pois em pista estará presente o campeão olímpico Kerron Clement e também o atleta que lidera o ranking mundial e que começou a temporada 2018 com estrondo (com um recorde pessoal de 47.57 em Doha) de seu nome Abderrahman Samba! Yasmani Copello, Rasmus Magi e o campeão mundial de Pequim, Nicholas Bett irão também lutar por pontos que garantam uma boa posição na classificação da competição. 

Anterior1 de 3Próximo

Comentários