A edição 2018 da Diamond League não poderia ter começado melhor. Doha viu serem batidos dois recordes da Diamond League, cinco recordes do meeting e oito marcas líderes mundiais. Assistiram-se a performances de elevado nível, algumas delas bastante surpreendentes, mas a acção da competição não pára, continuando já no próximo sábado em Xangai.

Estes são os 5 momentos que decidimos destacar do Meeting de Doha, mas quase que existem motivos para destacar qualquer uma das provas do evento!

100 Metros Feminino: Na velocidade masculina, Noah Lyles (USA) bateu o recorde do meeting com uma grande marca abaixo dos 20 segundos nos 200, mas esta prova de 100 feminina ainda impressionou mais pela consistência de marcas de elevado nível. Foram 5 as atletas que baixaram dos 11 segundos e a vitória foi mesmo para Marie-Josée Ta Lou (CIV) num novo recorde pessoal de 10.85. A medalhada de Prata dos Mundiais Indoor deste ano e dupla medalhada de Prata dos Mundiais de Londres do ano passado, pareceu sempre no comando da prova e não se assustou com a forte concorrência que existia na pista.

Anúncio Publicitário

No segundo lugar, a nigeriana Blessing Okagbare correu em 10.91 e no terceiro a jamaicana Elaine Thompson em 10.93. Dafne Schippers, a estrela holandesa desiludiu ficando apenas pelo 6º posto. Recorde-se que a marca de 10.85 foi a mesma que Tori Bowie fez em Londres e que foi suficiente para levar o Ouro nos Campeonatos Mundiais do verão passado.

400 Metros com Barreiras Masculino: Abderrahman Samba (QAT) correu mais rápido do que qualquer pessoa o fez em todo o 2017. Aliás, os 47.57 do atleta da casa foi o tempo mais rápido na distância desde 2010 e fazê-lo tão cedo na temporada é claramente uma declaração de força e um aviso à navegação por parte de Samba. Nunca se tinha corrido tão rápido no Qatar, sendo o recorde do meeting, um novo recorde da Diamond League e ainda um novo recorde nacional. Samba foi até agora o único atleta no mundo a baixar dos 48 segundos este ano e quer com certeza aproveitar este balanço para fazer uma época em cheio e preparar-se para o seu grande objectivo de vencer os próximos Mundiais em casa, em 2019.

Em casa, Samba foi um dos protagonistas do Meeting de Doha.
Fonte: Doha Diamond League