logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Jogadores que Admiro #55 – Francis Obikwelu

jogadoresqueadmiro

Hoje não vou falar de um jogador mas sim de um atleta, e dos rápidos! Francis Obikwelu acabou a carreira no passado 9 de julho e merece figurar nesta rubrica de grandes nomes.

É preciso recuar a 1994 para a história do nigeriano Francis Obikwelu se cruzar com Portugal. Neste ano o velocista veio ao Mundial de Atletismo Júnior e decidiu ficar no nosso país em busca de uma vida melhor, mas as coisas não começaram bem e acabou no Algarve a trabalhar na construção civil. Em 1996 volta a Lisboa e é aí que Obikwelu começa a entrar para a ribalta.

Em 1996 sagra-se campeão do mundo júnior e neste mesmo ano estreia-se nos Jogos Olímpicos na que seria a primeira de quatro participações olímpicas – duas pela Nigéria e duas por Portugal (conseguiu ainda qualificar-se para 2012 mas não participou por lesão) – que tiveram como ponto alto a prata de 2004, mas já lá vamos.

Obikwelu torna-se português apenas em 2001, depois de desentendimentos com as entidades federativas nigerianas após uma lesão que teve nos Jogos de Sidney. Em boa altura o fez, pois conquistou o ouro europeu nos 100m em 2002 e 2006, e nos 200m em 2006, tendo ficado com a prata em 2002 nesta categoria. Pelo meio conseguiu a prata nos Jogos Olímpicos de 2004 em Atenas; para isso percorreu os 100m em 9.86seg, ainda hoje o recorde europeu da distância, e a apenas 0.01seg do ouro.

Gatlin "roubou" o ouro olímpico por esta curta distância Fonte: BBC
Gatlin “roubou” o ouro olímpico por esta curta distância
Fonte: BBC

Em 2008 a participação em Pequim não correu como pretendia, e ainda hoje me lembro de o ver em lágrimas por ter desiludido os portugueses ao não lhes ter dado uma medalha. Neste dia a desilusão era tanta que até terminou a carreira, mas felizmente voltou atrás na sua decisão e em 2011 ainda deu mais um título europeu a Portugal nos 60m no Europeu de Atletismo de Pista Coberta.

Tirando o dia 16 de agosto de 2008, as imagens que tenho de Francis Obikwelu é de um homem que se está sempre a rir, alegre e feliz com o que conseguiu fazer. Eu também estou muito feliz por o ter visto correr e por o ter tido a representar o meu país e o meu clube. Francis Obikwelu será daqueles nomes que direi um dia com orgulho aos filhos e netos que vi correr.

Foto de Capa: Sporting CP

O Rodrigo adora desporto desde que se lembra de ser gente. Do Futebol às modalidades ditas amadoras são poucos os desportos de que não gosta. Ele escreve principalmente sobre modalidades, por considerar que merecem ter mais voz. Os Jogos Olímpicos, por ele, eram todos os anos.                                                                                                                                                 O Rodrigo escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

O Rodrigo adora desporto desde que se lembra de ser gente. Do Futebol às modalidades ditas amadoras são poucos os desportos de que não gosta. Ele escreve principalmente sobre modalidades, por considerar que merecem ter mais voz. Os Jogos Olímpicos, por ele, eram todos os anos.                                                                                                                                                 O Rodrigo escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA