logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

SL Benfica x CD Póvoa

CD Póvoa 67-84 SL Benfica: Encarnados triunfam na Póvoa de Varzim e garantem lugar na meia-final

modalidades cabeçalho

A CRÓNICA: 25 PONTOS DE BLAYLOCK NÃO FORAM SUFICIENTES PARA EVITAR A ELIMINAÇÃO

Após uma vitória no primeiro jogo por parte do SL Benfica, o CD Póvoa precisava de aproveitar a vantagem de jogar em casa e tentar igualar a eliminatória, caso não, sofriam a eliminação dos Playoffs.

Os poveiros entraram bem no jogo para animar o público, que se fazia ouvir, porém, o primeiro classificado Benfica rapidamente tomou a liderança para dificultar a vida da equipa da casa.

No final do primeiro quarto, a vantagem era dos visitantes, que venciam por 19-14. O segundo quarto começava e com muita garra, o oitavo classificado mostrou a importância do fator casa, aumentando o número de pontos no marcador cada vez que a multidão explodia. O Benfica ainda chegou a liderar por oito pontos, contudo, depois de uma run de 11-2, os da casa conseguiram tomar a liderança nos últimos segundos e entravam por cima no intervalo. Delaney Blaylock liderava em pontos na primeira metade (14).

Começava o terceiro quarto e os encarnados souberam responder. Continuaram a apresentar o seu estilo paciente e trocaram bem a bola. Nisto conseguiram entrar uma run de 22-5, uma que não iria permitir uma recuperação do CD Póvoa, ao terminar o terceiro quarto com liderança de 10 pontos (61-51).

Já no último quarto, a história continuou a ser a mesma. Alguns jogadores da equipa da casa ainda conseguiram acertar alguns triplos vitais, como Blaylock e Kapelan, mas não foi suficiente para combater o líder da fase regular, que acabou por brilhar no último quarto e vencer o jogo 84-67. Carimbava assim o Benfica, a passagem para a meia-final dos Playoffs 2022.

 

A FIGURA

Travis Munnings – Travis fez um jogo essencialmente perfeito, não falhou qualquer lançamento, terminou com 16 pontos, oito ressaltos e um +/- 21.

O FORA DE JOGO

Nakye Sanders – A principal figura dos poveiros voltou a desiludir frente ao Benfica, acumulando apenas 10 pontos com uma eficácia de 38% e perdendo a bola em duas ocasiões.

 

ANÁLISE TÁTICA – CD PÓVOA

O CD Póvoa apresentou um sistema de defesa de homem a homem que teve dificuldades em conter o estilo de passe do Benfica. A equipa procurava atacar logo o cesto, sem gastar muito tempo da shot-clock e também procurava forçar o erro do adversário para ganhar a posse.

 

5 INICIAL E PONTUAÇÕES

Kapelan (7)

Blaylock (7)

Jukic (5)

Rodrigues (5)

Sanders (5)

SUBS UTILIZADOS

Gomes (5)

Embaló (6)

Coelho (5)

Sereno (5)

Costa (-)

Rodrigues (-)

 

ANÁLISE TÁTICA – SL BENFICA

Os visitantes usaram uma defesa de zona 2-3 que deu bastantes dificuldades aos poveiros. Conseguiram implementar um estilo paciente e eficaz a trocar a bola e a encontrar buracos na defesa. Pelos números é visível o domínio dos encarnados ao apontar 40 pontos no interior e cerca de 14 pontos alcançados em transições.

 

5 INICIAL E PONTUAÇÕES

Gomes (7)

Silva (6)

Munnings (7)

Romdhane (6)

Broussard (5)

SUBS UTILIZADOS

Gaines (5)

Clifford (6)

Barbosa (5)

Barroso (-)

Gameiro (-)

 

BnR NA CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

 

Não houve possibilidade de questionar os treinadores.

 

 

 

Rescaldo da autoria de Marcos Brea, colaborador de Modalidades

Artigo revisto por Joana Mendes

O Marcos é licenciado em Comunicação e Jornalismo. O objetivo de carreira é tornar-se num jornalista desportivo, mas no fundo é um amante de desporto e acima de tudo alguém que procura partilhar a verdade desportiva, a sua opinião e criar interesse nas pessoas para verem modalidades novas.

O Marcos é licenciado em Comunicação e Jornalismo. O objetivo de carreira é tornar-se num jornalista desportivo, mas no fundo é um amante de desporto e acima de tudo alguém que procura partilhar a verdade desportiva, a sua opinião e criar interesse nas pessoas para verem modalidades novas.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA