logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Travante Williams: Um reforço de peso para a Seleção Nacional

modalidades cabeçalho

A UD Oliveirense fez de porta de entrada para o basquetebol português e, agora, dificilmente haverá uma saída. Travante Williams tem sido dos jogadores mais influentes e importantes no Sporting CP e passou a ser elegível para a seleção portuguesa, depois da conclusão do seu processo de naturalização.

Quando chegou, no ano de 2017, Travante adquiriu a cidadania portuguesa, mas só agora passou a ser opção para a Seleção Nacional e, também, para a pré-qualificação para o Campeonato Europeu de 2025.

Foi bicampeão nacional, venceu duas taças da Liga e uma Supertaça pela UD Oliveirense, mas foi igualmente campeão pelo Sporting CP venceu três Taças de Portugal, uma Supertaça e também uma Taça da Liga.

twet

O extremo de 29 anos é dos jogadores mais irreverentes na Liga Portuguesa de basquetebol e, ao tornar-se elegível para a Seleção Nacional, ainda mais valor lhe é acrescentado ao poder alinhar com outros grandes nomes da modalidade.

Desde que alinha pelo Sporting CP, as suas médias de pontos por jogo rondam os 16, mas quem acompanha percebe que Travante Williams num dia bom – ou seja, quase todos – é capaz de fazer mais do que isso e “levar uma equipa às costas”.

Para além de finisher, Travante é um dinamizador de jogo que constrói e dá a construir. Joga por ele e pela equipa até ao último segundo, e bem que o demonstrou nestes cinco anos em Portugal.

Muitas vezes é destacado como dos melhores da semana aquando da participação do Sporting CP na Liga Europeia de basquetebol, onde o extremo demonstra como bem se joga por cá e por ele. Na Liga portuguesa é quem já bem sabemos.

Na convocatória já revelada pela Federação da modalidade, Travante Williams junta-se a Neemias Queta e a outros nomes bem conhecidos, mostrando que a Seleção Nacional pode fazer estragos pela pré-qualificação para o Campeonato Europeu de 2025.

Agora é esperar para ver e perceber (à séria) se aquilo que estamos à espera vai acontecer, e se Travante “vai mesmo partir isto tudo”.

Foto de Capa: Bola na Rede

A Andreia é licenciada Ciências da Comunicação, no ramo de Jornalismo. Depois de ter praticado basquetebol durante anos, encontrou no desporto e no jornalismo as suas maiores paixões. Um dos maiores desejos é ser uma das vozes das mulheres no mundo do desporto e ambição para isso mesmo não lhe falta.

A Andreia é licenciada Ciências da Comunicação, no ramo de Jornalismo. Depois de ter praticado basquetebol durante anos, encontrou no desporto e no jornalismo as suas maiores paixões. Um dos maiores desejos é ser uma das vozes das mulheres no mundo do desporto e ambição para isso mesmo não lhe falta.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA