logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Sporting CP Basquetebol

Belfius Mons-Hainaut 68-75 Sporting CP: Mais um passo em frente na Europa

A CRÓNICA: CONSISTÊNCIA E PERSISTÊNCIA LEVAM À PASSAGEM

O Sporting CP deslocou-se à Mons Arena, na Bélgica, para defrontar o Belfius Mons-Hainaut, na esperança de conseguir ultrapassar a fase de grupos da FIBA Europe Cup.

Até entrarem no terreno de jogo, os leões ocupavam o segundo lugar tabela classificativa do grupo F, enquanto os belgas estavam no último lugar.

O grande objetivo para este encontro estava do lado dos comandados de Luís Magalhães onde, em caso de vitória, ultrapassavam a fase de grupos e alcançariam a próxima fase.

O encontro começou de forma aguerrida, com um bom basquetebol praticado por ambas as equipas. Jogou-se no erro adversário, com David Nichols e Diogo Ventura bastante inspirados parte a parte. O empate no final dos primeiros dez minutos era expectável e assi foi, com um pleno 16-16.

No segundo período, o Sporting CP superiorizou-se relativamente ao Belfius Mons-Hainaut em grande parte dos pontos.

Os leões conseguiram mesmo uma vantagem de oito pontos sobre os belgas, tirando partido da assertividade que faltava aos belgas. Os segundos que faltavam para chegar ao intervalo rapidamente se esgotaram e o Sporting CP levava de vencida no marcador por 32-38.

A superioridade e consistência do Sporting CP persistiu após o intervalo, com Joshua Patton a demonstrar o porquê de ser mais um elemento relevante no coletivo verde e branco.

Os leões foram escalando no marcador, com os belgas a retraírem cada vez mais. Como um jogo ofensivo pouco portentoso e à espera do erro, o Belfius Mons-Hainaut mostrava-se bastante ansioso e o Sporting CP só fez o que devia: aproveitar em seu benefício e entrar a vencer por 45-58 no último período.

Nos últimos dez minutos do encontro, o Sporting CP sobrepôs-se ao nervosismo e ao acusar de pressão do Belfius Mons-Hainaut no início do quarto, mas os papéis rapidamente se tentaram inverter. Os belgas queriam levar o jogo até final e lutar pelo resultado, o que levou a alguns erros dos leões.

No entanto, pouco mais poderiam fazer. No único período onde os belgas se superiorizaram no resultado frente ao Sporting CP, ficou sentenciada a derrota.

O Sporting CP demonstrou ser mais consistente ao longo do encontro, venceu por 68-75 e, desta forma, conseguiu a passagem à próxima fase da FIBA Europe Cup.

 

A FIGURA

Joshua Patton (Sporting CP) – Fundamental na construção do resultado dos leões, mas também na construção de jogo. Joshua Patton sai da Bélgica como um dos grandes arquitetos da vitória sportinguista.

 

O FORA DE JOGO

Fonte: FIBA

Paolo Marinelli (Belfius Mons-Hainaut) – Esteve longe do potencial que demonstra. Marinelli tem por base um estilo de jogo bastante consistente, mas, frente ao Sporting CP, esteve bastante apagado.

 

ANÁLISE TÁTICA – BELFIUS MONS-HAINAUT

O Belfius Mons-Hainaut priorizou uma defesa à zona bastante pressionante ao portador da bola. No que concerne às transições ofensivas, a equipa belga optou por um ataque algo organizado, com bastantes jogadas estudadas. Sporting CP

CINCO INICIAL E PONTUAÇÕES

Igor Mintogo (6)

Zaccharie Mortant (6)

Emmanuel Nzekwesi (7)

Marcus Tyus (7)

Payton Henson (6)

 

SUBS UTILIZADOS

Giuliano Neri (5)

Ajdin Penava (6)

Matthew Hodge (5)

David Nichols (7)

Paolo Marinelli (5)

 

ANÁLISE TÁTICA – SPORTING CP

A equipa de Luís Magalhães continuou com uma defesa individual bastante cerrada, com ênfase no ataque rápido com o intuito de descoordenar a defensiva belga. Sporting CP

 

CINCO INICIAL E PONTUAÇÕES

Micah Downs (8)

Tanner Omlid (7)

Joshua Patton (8)

Diogo Ventura (7)

Travante Williams (7)

 

SUBS UTILIZADOS

Miguel Cardoso (6)

Mike Fofana (5)

António Monteiro (5)

Daniel Machado (5)

Daniel Relvão (5)

Josh Martin (6)

Foto de capa: FIBA

A Andreia é licenciada Ciências da Comunicação, no ramo de Jornalismo. Depois de ter praticado basquetebol durante anos, encontrou no desporto e no jornalismo as suas maiores paixões. Um dos maiores desejos é ser uma das vozes das mulheres no mundo do desporto e ambição para isso mesmo não lhe falta.

A Andreia é licenciada Ciências da Comunicação, no ramo de Jornalismo. Depois de ter praticado basquetebol durante anos, encontrou no desporto e no jornalismo as suas maiores paixões. Um dos maiores desejos é ser uma das vozes das mulheres no mundo do desporto e ambição para isso mesmo não lhe falta.

FC PORTO vs CD TONDELA