SITE TEMPORÁRIO

20 de Janeiro, 2022

Miami

Miami Heat: Bam! Eles já estão quentes | NBA

A conferência Este está a ferver e uma das equipas responsáveis são os Miami Heat. Apesar da recente lesão de Bam Adebayo – o poste vai ficar sem jogar durante pelo menos um mês – a equipa tem jogadores que prometem chegar ao nível dos Heat nos playoffs de 2020.

Os Miami Heat não são uma das equipas com maior história da NBA. Aliás, o primeiro título só chegou em 2006, 28 anos depois da fundação da franquia.

Os maiores jogadores da história da equipa de Miami são Dwyane Wade, LeBron James, Shaquille O’Neal e Chris Bosh. A notar que os Miami Heat são a única franquia a retirar um número em honra de um jogador que nunca jogou pela equipa: Michael Jordan, com o número 23.

Na época passada, os Heat tinham como missão chegar novamente à final, algo que se complicou devido aos reforços dos Brooklyn Nets – Kevin Durant, Kyrie Irving e James Harden.

Agora, não foram os Nets que chegaram à final da conferência: foram os Milwaukee Bucks. Na época 2019/20, Giannis e companhia tinham sido eliminados pelos Heat nas meias-finais da conferência e, na última época, eliminaram os Heat nos quartos-de-finais da época transata e conquistaram o campeonato. Foi uma verdadeira vingança.

É impossível falar dos Heat sem falar de Erik Spoelstra, treinador principal. Depois de ter sido treinador assistente da equipa de 1997 a 2008, é o principal desde 2008. Spoelstra é o segundo treinador que está há mais tempo no ativo no mesmo clube na NBA, apenas atrás do mítico Gregg Popovich.

Além de Spoelstra, também é impossível não falar de Pat Riley, atual presidente dos Heat e o treinador que venceu o primeiro campeonato da franquia. Pat Riley é muito conhecido por fazer excelentes negócios na NBA.

Em relação aos jogadores, o principal dos Heat é Jimmy Butler, um dos basquetebolistas mais controversos e carismáticos da NBA.

O antigo basquetebolista dos Chicago Bulls, Minnesota Timberwolves e Philadelphia 76ers fez com que os Heat voltassem a ser competitivos, algo que já não acontecia desde os tempos de LeBron James.

Butler está a ser uma inspiração para a equipa que necessitava de um líder. Nos playoffs da época de 2019-20, Butler teve uma média de 22.2 pontos por jogo, 6.5 ressaltos por jogo, 6 assistências por jogo e uma eficácia de 48,8% no lançamento.

Outro jogador que está a ser crucial na equipa é Bam Adebayo, uma das revelações nos últimos anos. O poste norte-americano lesionou-se recentemente, mas não é uma lesão grave, para felicidade dos fãs dos Miami Heat.

Bam já foi NBA All-Star e duas vezes All-Defensive Second Team. Na época transata, o poste teve uma média de 18.7 pontos por jogo, 5.4 ressaltos por jogo e 1.2 roubos de bola por jogo.

A grande contratação dos Miami Heat foi Kyle Lowry, um dos jogadores mais importantes da história dos Toronto Raptors. A vinda de Lowry para Miami foi muito crucial para a equipa, ganharam mais uma voz experiente e um jogador que conhece todos os cantos do jogo. Apesar de não estar a fazer os melhores números, Lowry não está com uma média muito má: 12.3 pontos por jogo, 7.6 assistências por jogo e 4.8 ressaltos por jogo.

Não são apenas esses três basquetebolistas que são importantes na equipa, os outros jogadores são Victor Oladipo (quando estiver bem fisicamente), Duncan Robinson (um dos melhores lançadores à longa distância), PJ Tucker (fez parte da equipa campeã dos Milwaukee Bucks) e Tyler Herro (uma das maiores promessas do basquetebol norte-americano).

Apesar da lesão recente de Bam e da complicadíssima Conferência Este, os Heat são um dos maiores candidatos a vencer a respectiva conferência. Afinal, Miami não é apenas um bom destino de férias.