Dois troféus em disputa e duas conquistas (Taça Hugo Santos e agora a Supertaça) para o Clube União Sportiva, que se apresenta em excelente forma no início de mais uma temporada. O clube açoriano, atual campeão nacional, bateu o Vagos na Supertaça por 80-69, mostrando que vão ter de contar com eles para a temporada, sendo, neste momento, o principal candidato ao título.

O União Sportiva mostrou-se melhor no jogo todo, se tirarmos os dois primeiros minutos, e pareceu mais forte do que na temporada passada, o que mostra ao que a equipa vem. Um plantel praticamente novo, onde a ausência de Kankou Coulibaly, poste vindo da Quinta dos Lombos, foi o principal destaque, mas que mesmo assim não se fez sentir.

O Vagos marcou sete pontos nos primeiros dois minutos de jogo, mas depois, até ao final dos primeiros dez minutos apenas conseguiu marcar mais dois pontos, terminando o primeiro quarto 16-9.

O segundo quarto começou com a equipa açoriana por cima e a chegar ao 23-9, a equipa da zona de Aveiro ainda recuperou para os 23-15, mas o Sportiva quis mostrar ao que vinha e marcou cinco pontos seguidos, cortando com o ascendente que o Vagos queria manter. Até ao intervalo o jogo manteve-se à volta dos 13 pontos de diferença, que foi a margem com que se chegou ao descanso, com 37-24 para as açorianas. Com a grande diferença a ser a quantidade de ressaltos ofensivos que conseguiu açoriana conseguiu, juntando-se os turnovers 24 em 20 minutos para o Vagos.

Catarina Mateus foi a melhor jogadora jovem da temporada passada e a MVP desta Supertaça
Fonte: FPB

A segunda parte foi muito mais equilibrada, com o Vagos até a levar a melhor no total dos 20 minutos finais por dois pontos. O terceiro quarto foi equilibrado, mas o Sportiva foi paulatinamente aumentando a sua vantagem até aos 48-32, a maior diferença no marcador neste quarto. A partir daí o Vagos recuperou um pouco e este quarto ficou 21-21, ou seja, 58-45, com os mesmos 13 pontos à maior para as açorianas.

Nos últimos dez minutos o equilíbrio voltou a ser a nota dominante, mas as açorianas entraram melhor e voltaram a ter 21 pontos de diferença com 70-49 e depois 73-52. Com o jogo na mão a equipa açoriana relaxou um pouco, o que fez com que o Vagos se aproxima-se no marcador, mas não o suficiente para tirar a terceira Supertaça do seu historial.

Vitória justa do Clube União Sportiva, mas um Vagos a mostrar que também está forte e que esta será mais uma temporada muito boa do campeonato feminino do Basquetebol.

 

Cinco iniciais:

Clube União Sportiva: Joana Soeiro, Josephine Filipe, Raphaella Monteiro, Sara Djassi e Catarina Mateus

Associação Despotiva de Vagos: Chelse Waters, Joana Canastra, Susana Carvalheira, Tainá Paixão e Inês Pinto

Comentários