Anterior1 de 2Próximo

Mais uma conquista e que conquista. A equipa feminina de basquetebol que representou Portugal na Universíadas 2019, em Nápoles, conquistou a medalha de bronze. Uma medalha que fica para a história por ter sido a primeira a ser conquistada na modalidade. Certamente, um feito que dificilmente vai ser esquecido.

Foram convocadas 14 jogadoras para disputar esta competição. Mas apenas 12 voaram com a comitiva portuguesa para a cidade de Nápoles. A equipa foi comandada por Ricardo Nascimento (selecionador nacional), José Araújo e Inês Antunes, como team leader.

Ana Granja, Inês Viana, Josephine Filipe, Maianca Umabano e Joana Soeiro repetiram a presença nos convocados, visto que já tinham estado na edição de 2017. As atletas estreantes foram Susana Carvalheira, Bárbara Miranda, Carolina Costa, Ana Carolina Rodrigues, Joana Alves, Laura Ferreira e Maria Kostourkova. Esta foi a equipa que partia para o sul de Itália em busca de algo positivo.

Na Ronda Preliminar, Portugal ficou inserido no Grupo B com a Argentina, Roménia e Rússia. A equipa passou com distinção, visto que venceu os três jogos que disputou.

Emoção houve sempre. Fosse dentro no campo ou no banco onde todas vibravam com o que se passava no jogo
Fonte: FPB
Na primeira jornada contra a equipa sul americana do grupo, as portuguesas venceram por 64-50. Na segunda jornada, Portugal não teve piedade e acabou por ganhar o jogo com 37 pontos de vantagem sob a Roménia (69-32). Na última jornada, seguiu-se a Rússia para decidir quem ficava com o primeiro posto. A equipa lusa ganhou por 75-54 e continuou invicta na competição.

Seguiu-se a fase a eliminar. Portugal encontrou a República Checa nos quartos de final e mais uma vez continuou o seu brilhante percurso nas Universíadas. Uma vitória portuguesa por 60-44, onde tivemos Laura Ferreira em grande destaque na partida ao fazer 26 pontos, 7 ressaltos e 3 assistências. E a equipa portuguesa estava apurada para a meia-final.

As jogadoras portuguesas tiraram uma fotografia com três jovens napolitanos após um jogo da competição
Fonte: FPB

Qualquer que fosse o resultado, Portugal já estava a fazer a melhor prestação de sempre na competição. Até aqui tinha alcançado apenas um sétimo lugar em 1997, na Sicília (Itália) – se não estava destinado então não sei…

Anterior1 de 2Próximo

Comentários