Na passada madrugada de 25 de Junho de 2019 realizou-se a Gala anual dos “NBA Awards” no The Barker Hangar em Santa Monica na California. Prémios como o MVP (melhor jogador da temporada), 6th Man of the Year (melhor reseva, ganho por Lou Williams), Defensive Player of the year (melhor defesa, ganho por Rudy Golbert), Rookie of the year (melhor jogador de primeiro ano, ganho por Luka Doncíc) entre outros são entregues aos respetivos vencedores e uma retrospetiva é feita à época passada.

O jovem extremo fez um discurso bastante emotivo, salientando a ajuda que os seus colegas de equipa lhe deram e que este era tambem um prémio deles, o apoio de todo o staff e do treinador, inclusive agradecimentos à direção e aos donos da equipa. A familia do jogador tambem desempenhou um papel fundamental para que este ganhasse este prémio, sendo até que Giannis, em lagrimas, agradeceu aos irmãos o apoio dado até hoje, ao seu Pai, que ele diz relembrar sempre que entra em campo e por ultimo, mas não menos impotante, à sua mãe, que Giannis diz ser o seu Herói.

Depois de uma época inesquecível para o jovem de 24 anos com origens Negerianas e nacionalidade Grega, esta termina com o premio de melhor jogador do mundo, MVP da NBA. Liderando a sua equipa ao melhor recorde da NBA com 60 vitorias e apenas 22 derrotas na epoca regular da NBA, Giannis terminou a época com médias de 27.7 pontos por jogo (melhor da carreira), 12.5 ressaltos por jogo (melhor da carreira), 5.9 assistências (melhor da carreira), incluindo tambem 1.5 abafos por jogo tudo isto lançando uma percentagem eficaz de 57.7% de campo.

Apesar das criticas de pouca versatilidade no seu jogo, devido ao jovem extremo depender muito da rapidez do jogo e da sua vantagem nas transiçõe rapidas, bem como do jogo interior, os Milwaukee Bucks conseguiram o primeiro posto na Conferência Este e uma prestação historica no playoffs. Os Bucks de Giannis eleminaram em 4 jogos os Detroit Pistons de Blake Griffin e em 5 jogos os Boston Celtics de Kyrie Irving, garantindo assim uma presença na final de Conferencia. Um feito que os Milwaukee Bucks não consguiam desde a temporada de 2000/2001, na altura liderados por Ray Allen.

Giannis na final de conferência frente aos Toronto Raptors
Fonte: Milwaukee Bucks

No entanto, a época ficou aquém das expectativas criadas pois mesmo com o fator casa do seu lado, Giannis e os Bucks acabaram por perder a serie contra os Toronto Raptors de Kawhi Leonard, que viriam a tornar-se os campeões da NBA. Apesar da serie ter começado a favor dos Bucks ( 2 vitorias em casa começando a liderar por 2-0), estes não conseguiram fechar a serie e viriam a perder em 6 jogos (4-2). No entanto, para uma equipa que esta década ainda não tinha saido da primeira ronda e que inclusive o melhor resultado de primeira ronda foi extender a serie a 7 jogos com os Boston Celtics em 2018, uma presença na final de Conferência é motivo de orgulho.

Contudo, sendo um prémio referente à época regular, a prestação de Giannis valeu lhe o prémio de Most Valuable Player (melhor jogador da liga), quebrando assim a maldição que “persegue” todos os jogadores que no passado ganharam o Most Improved Player Award (jogador “revelação”, ganho por Paskal Siakam de Toronto em 2019). Isto devido ao facto de que todos os jogadores que o ganham, vem a tornar-se jogadores de elevado calibre (All-Star’s ou All-NBA’s) mas nunca na história houve um jogador que tivesse ganho ambos! Jogadores como Tracy McGrady, Gilbert Arenas, Jimmy Butler e inclusive Paul George, que terminou no top 3 de votos para MVP esta temporada, todos estiveram já perto de ganhar o prémio acabando no top 5 ou top 10 mas nunca o vieram a ganhar.

Apesar de uma excelente época, no fim do seu discurso Giannis Antetokuonmpo mencionou que o seu grande objetivo, ganhar um campeonato, ainda não foi atingido e que este é apenas o inicio.

Foto de capa: Milwaukee Bucks

Comentários

Artigo anteriorAs 4 principais figuras leoninas em 18/19
Próximo artigoO “estranho” DNA e o verdadeiro DNA
Pratica desporto desde os cinco anos, idade em que começou a jogar Basquetebol. Jogou ao serviço da Associação Desportiva Ovarense durante 12 anos (nos quais três foi campeão distrital de Aveiro). É licenciado em Gestão (ensino em Inglês) pelo ISEG e estudante no Mestrado de Finance pela mesma instituição. Instituição pela qual ainda pratica Basquetebol, tendo conseguido chegar ao Top-8 Nacional em duas épocas consecutivas. É uma pessoa com uma paixão pela modalidade e com uma forte opinião sobre a mesma, sempre aberto a diferentes visões e novas experiências.                                                                                                                                                 O Vicente não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.