Finalmente, os playoffs começam a aquecer e já podemos assistir a algumas séries de alto nível, algumas delas podiam mesmo ser finais antecipadas como é o caso dos Warriors vs Rockets ou qualquer um dos duelos da Conferência Este.

E é por aí que vou começar. Na Conferência Este não é nada habitual assistirmos a uma segunda ronda dos playoffs tão equilibrada, na teoria. Aliás, na Conferência Este não é sequer normal não haver um favorito, logo à partida.

Uma década de hegemonia de LeBron James na NBA
Fonte: NBA

A razão para isto acontecer é LeBron James visto que, desde 2010/2011 leva a equipa que representa às finais da NBA, ou seja, a equipa representada por LeBron James seria sempre a favorita a vencer a Conferência. Este ano, sem a presença de “King James” na Conferência Este e com 4 equipas ao mesmo nível é difícil prever o favorito.

Em primeiro lugar posso falar de um Kawhi Leonard em modo Playoff. Em 38 minutos de jogo dizimou a equipa dos Sixers com 45 pontos, 3 triplos, 70% de lançamentos de campo, 11 ressaltos defensivos, 2 roubos de bola e 1 bloqueio.

Tive o prazer de assistir a este grande jogo e posso afirmar que os Raptors liderados por Kawhi Leonard a 100%  com a ajuda de um poderoso Pascal Siakam (que está a fazer uma época incrível), de Kyle Lowry que tem muita qualidade de passe e capacidade defensiva e com a companhia de um atirador competente em Danny Green, podem não só vencer a Conferência como podem também destronar os atuais campeões nas finais da NBA.

Em relação aos Sixers, pude observar alguma fadiga ou problema muscular em Embiid, Ben Simmons ainda sem tentar um triplo, o que faz com que lhe deixem muito espaço e seja menos um jogador para ser marcado e em Playoffs não vai ser fácil para os Sixers vencerem uns Raptors tão fortes com Ben Simmons tão desconfortável em relação ao lançamento de 3 pontos. Jimmy Butler em 38 minutos fez 10 pontos, só por aí já está tudo dito. No entanto, acho que os Philadelphia 76ers não vão deixar escapar esta oportunidade e vão fazer tudo para chegarem às finais. Será, certamente, uma série de 6 ou 7 jogos.

Kyrie Irving a liderar a equipa a caminho das finais de Conferência
Fonte: NBA

Em segundo lugar, Os Bucks a perderem o primeiro jogo da série em casa também não vão superar os Celtics liderados por Kyrie Irving. E é aqui que podemos aperceber-nos da verdadeira grandeza de Giannis Antetokounmpo comparado com Kyrie Irving, Kawhi Leonard, Kevin Durant, Steph Curry, Damian Lillard ou LeBron James.

E com isto não estou a dizer que Giannis não é um dos melhores jogadores da NBA ou que não tem qualidade para isso, o que quero dizer é que em termos de capacidade para decidir um jogo a eliminar a sério ainda não está ao nível dos jogadores que acabei de referir e para passar pelos Boston Celtics vai ser preciso um Antetokounmpo capaz de mostrar quem manda em sua casa e quem tem o poder de decidir um jogo.

Na conferência Oeste, prevejo uma final muito simples, os favoritos a ganhar o título e atuais campeões, Golden State Warriors a enfrentarem os Blazers liderados por Damian Lillard e CJ McCollum. Apesar da qualidade irrefutável dos Rockets, é curto para vencer a equipa de Steph Curry e Kevin Durant.

James Harden é um jogador de grande qualidade e capacidade técnica, mas frente a um bom defensor o seu jogo fica muito limitado visto que, não é um jogador com capacidade para receber e lançar, ou seja, tem a necessidade de preparar o seu próprio lançamento e em termos de capacidade para perfurar a defesa adversária não é um jogador forte, atlético nem com capacidade para explodir. Pude assistir a isso mesmo no primeiro jogo.

Durante praticamente o jogo todo, Harden foi defendido por Klay Thompson que é um defensor de topo, muito subvalorizado defensivamente, e por Iguodala, um jogador muito forte defensivamente que, para quem não se lembra, venceu o prémio de MVP das finais pela sua eficiente defesa a LeBron James em 2014/2015. Deste modo, apesar de ter acabado com 35 pontos, Harden teve uma percentagem de lançamentos de campo de 32%, acertando apenas 9 dos seus 28 arremessos.

Do lado dos Nuggets, não os vejo a fazer mais de 6 jogos nesta série frente a um Damian Lillard muito, muito forte.

Foto de Capa: NBA

Comentários