Cabeçalho modalidadesNa passada madrugada, deu-se o embate mais esperado do ano, em Nova Orleães. Depois de um All Star Weekend que deixou a desejar a muitos fãs, todos ansiavam pelo jogo recheado de estrelas, talento e incógnitas. Desde Kevin Durant e Westbrook lado a lado, até à habitual pontuação exacerbada. Num jogo onde defender não fazia parte dos planos e foram marcados triplos e afundanços melhores que os marcados nos concursos, houve tempo para tudo, especialmente para quebrar recordes.

O Oeste entrou em campo com James Harden, Stephen Curry, Kevin Durant, Anthony Davis e Kawhi Leonard, frente a um Este com LeBron James, Kyrie Irving, Giannis Antetokounmpo, Jimmy Butler e DeMar DeRozan. No final do primeiro período, a conferência comandada por Steve Kerr perdia 53-48 e já se somava um total de 101 pontos. Tudo apontava para uma noite mágica e assim foi: houve espaço para Durant e Westbrook no mesmo campo, lado a lado e, ainda que se esperasse alguma hostilidade, os ex-colegas de equipa combinaram e fizeram uma jogada de relembrar os tempos nos OKC.

[ot-video type=”youtube” url=”https://www.youtube.com/watch?v=vSXZiY-20jw”]

Claro que a vantagem oriunda do velhino Este não durou e os talentos do Oeste acabaram mesmo por vencer. 182–192 foi a pontuação final e, no total, as estrelas combinaram 374 pontos, ultrapassando os marcados na passada época (369) e estabelecendo um novo recorde. Esta foi a terceira vitória consecutiva da Conferência Oeste e a sexta, em sete anos.

Os números foram todos impressionantes, desde o resultado até às marcas pessoais. Kevin Durant marcou 21 pontos que,  combinados com 10 ressaltos e 10 assistências, deram ao número 35 dos Golden State um triplo-duplo, tornado-se este, assim, no quarto jogador da história NBA All Star, a consegui-lo. Giannis, do lado Este, somou uns fantásticos 30 pontos e 12 afundanços, entrando para a história com um novo recorde (número de afundanços), juntamente com LeBron James, que foi o primeiro a marcar mais de 300 pontos em All Star Games.

Anúncio Publicitário

Sem ninguém a impedir cestos, Anthony Davis foi a verdadeira estrela da noite e brilhou em casa, perante um público que lhe é familiar. Em 1962, Wilt Chamberlain estabeleceu um recorde impressionante: 42 pontos marcados num jogo All Star. Chamberlain foi o detentor desse recorde durante 55 anos, mas, ontem, Davis quebrou-o. O monocelha mais famoso da NBA atingiu os 52 pontos numa noite e levou para casa, como é óbvio, o título de MVP da noite. Anthony Davis nas suas declarações afirmou “Foi fantástico. Era o que queria fazer, conseguir o MVP para este público, para esta cidade. Este título significa muito para mim” e promete agora tentar chegar a um novo número: 100 pontos.

[ot-video type=”youtube” url=”https://www.youtube.com/watch?v=CicQkwKOJZ8″]

Numa noite em que as rivalidades foram postas de lado, tudo se tornou mágico e bonito. Agora? É esperar pelo próximo ano e pelos próximos recordes.

Foto de capa: NBA

Artigo revisto por: Francisca Carvalho

Comentários