Assim relembramos, com saudade, Kobe Bean Bryant, a nossa estrela que partiu demasiado cedo. No entanto, e para citar textos que têm circulado nas redes sociais, se temos saudades de Kobe basta olhar à nossa volta, pois este continua presente. Kobe é o jogo de poste de Devin Booker, Kobe é o trabalho de pés que DeMar Derozan tem, Kobe é a mentalidade de jogar 1×1 que Kyrie Irving carrega, é a mentalidade de liderança de LeBron James, é a confiança de Luka Doncíc, entre tantos outros.

Kobe, sem dúvida que deixou a sua marca no jogo e na vida que viveu. Poucas são as pessoas que carregam um propósito maior do que a vida em si, mas Kobe era uma delas.

Obrigado pela inspiração, motivação e memórias.

Para sempre, descansa em paz, Kobe Bean Bryant.

 

Foto de Capa: Los Angeles Lakers

Anúncio Publicitário

Artigo revisto por Joana Mendes

1
2
3
4
5
6
7
Artigo anteriorAcadémica OAF 2-0 Académico de Viseu FC: O duelo de académicos foi vencido pela Sra. Dra. Briosa
Próximo artigoA alma portista desvaneceu-se no nevoeiro da Invicta
Pratica desporto desde os cinco anos, idade em que começou a jogar Basquetebol. Jogou ao serviço da Associação Desportiva Ovarense durante 12 anos (nos quais três foi campeão distrital de Aveiro). É licenciado em Gestão (ensino em Inglês) pelo ISEG e estudante no Mestrado de Finance pela mesma instituição. Instituição pela qual ainda pratica Basquetebol, tendo conseguido chegar ao Top-8 Nacional em duas épocas consecutivas. É uma pessoa com uma paixão pela modalidade e com uma forte opinião sobre a mesma, sempre aberto a diferentes visões e novas experiências.                                                                                                                                                 O Vicente não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.