cab nba

Apesar da crise económica afectar grande parte da população mundial, existem sempre excepções à regra, principalmente no mundo do desporto. Os jogadores da NBA fazem parte do grupo de atletas privilegiados.  Contemplados com ordenados chorudos, nem todas as quantias exorbitáveis que estes recebem são justificadas. Seja por lesões constantes ou por desempenho abaixo da média, muitos são os basquetebolistas que ocupam parte do salary cap das equipas da NBA sem o merecerem.

Amar’e Stoudemire

Apesar de o Power Foward ter impressionado na sua primeira época como Knick, com uma média de 25 pontos e 2 blocks por jogo, o basquetebolista sofreu várias cirurgias, após as suas duas lesões nas costas e joelhos. Devido a estes problemas físicos, Amar’e nunca mais voltou a ser a mesma força no “post”. Os 100 milhões de dólares que os Knicks abdicaram com Amar’e Stoudemire (ex-jogador dos Phoenix Suns), distribuídos pelos 5 anos do seu contracto, fazem dele o basquetebolista mais overpaid de toda a liga.

Emeka Okafor

O Center Emeka Okafor assinou um contracto enorme de 72 milhões de dólares por 6 anos com os Charlotte Bobcats. O 5 foi alvo de trade duas vezes, sendo o seu contracto exagerado o principal factor para as trocas.  Desde a época de 2008/2009 que os seus números têm vindo a diminuir, especificamente a média de pontos e rebounds. Com o salário digno de um all-star, Emeka devia ter carregado a suas equipas para um spot nos playoffs.

Kris Humphries

Enquanto que os Nets tiveram uma época sólida, após a sua mudança para Brooklyn, pouco crédito pode ser atribuído ao foward Kris Humphries. Lentamente tornando-se invisível na equipa, Humphries viu uma mudança drástica nos seus minutos por jogo. O seu contracto teve a duração de um ano e o valor de 12 milhões de dólares.

Kris Humphries a jogar pelos Nets Fonte: nj.com

O ex-marido de Kim Kardashian joga agora nos Boston Celtics, após ter sido envolvido na trade que trouxe Kevin Garnett, Paul Pierce e Jason Terry para os Brooklyn Nets.

Tyrus Thomas

O jogador recebeu um contracto de 40 milhões de dólares por 5 épocas para jogar nos Charlotte Bobcats em 2010.  Thomas era visto com um jogador vital para ajudar o processo de rebuilding da equipa. As coisas não correram como era esperado, nem para o basquetebolista, nem para os Bobcats. Após uma lesão na perna, que o fez perder 30 jogos no princípio da época, o jogador tem sido inconsistente e, como consequência,  relegado para o banco. O seu desempenho foi tão fraco na última época, que Thomas nem sequer participou em alguns jogos.

Tyrus Thomas, número 12 dos Bobcats
Fonte: pictures.zimbio.com

Lamar Odom

Pela segunda época consecutiva, Lamar Odom está a ser pago em demasia pelo pouco que faz na equipa dos Los Angeles Clippers. Apesar de já ter sido uma peça vital nos dois Championships ganhos pelos Los Angeles Lakers, esse basquetebolista desapareceu há alguns anos para trás. A versão actual de Lamar Odom é um backup com pouca qualidade, sem nenhum poderio ofensivo. O seu contracto no ano passado teve o valor de 8,2 milhões de dólares.

 

ex-jogador dos Lakers, Lamar Odom
Fonte: /hiphopsince1987.com/

A esta lista podia-se acrescentar outros basquetebolistas como Andrew Bogut, Ben Gordon, Hedo Turkoglu, Gilbert Arenas, entre outros com “salários por justificar”. É importante realçar que a gestão financeira das equipas tem um impacto vital no seu desempenho desportivo.

Comentários