Ora bem, ter uma média de triplo-duplo por jogo numa temporada da NBA já parece normal – e é, mas não para todos. Para Russel Westbrook, é um acontecimento bastante habitual, até porque já é a terceira época consecutiva em que ele o consegue fazer.

Esta temporada regular, Westbrook está a ter uma média de 23 pontos, 11.1 ressaltos e 10.5 assistências. Como se não chegasse, ainda tem dois roubos de bola por jogo.

Vejo muitos críticos, jornalistas e comentadores televisivos norte-americanos a não darem o devido mérito a Russel Westbrook pelos recordes individuais que conquista. Ele faz com que pareça fácil terminar uma época com média de triplo-duplo. Esta temporada, acabou 31 jogos com triplo-duplo. Muitos jogadores não acabam a carreira deles com 31 triplo-duplos.

É óbvio que, apesar deste recorde fenomenal, tem alguns pontos fracos. Primeiramente, não se trata de um atirador eficaz, visto que tem uma percentagem de lançamentos de campo de 43% e 29% de 3 pontos. Para além disso, o lançamento livre também não está propriamente bom, nem sequer razoável.

Mas nem os melhores de todos os tempos são perfeitos. Todos os jogadores que passaram pela NBA ou nela jogam têm pontos fracos. Até mesmo Michael Jordan, que muitos, ou a maioria, clamam como sendo o melhor de todos os tempos, tem pontos fracos ou menos fortes. Enquanto base, nunca foi um playmaker, com uma média de carreira de aproximadamente cinco assistências por jogo. Também não foi um atirador de três pontos de confiança. LeBron James, da mesma forma que Westbrook, também não apresenta uma percentagem de carreira muito agradável de lançamentos livres e, em termos de lançamentos de três pontos, não é muito melhor do que Jordan.

Até os melhores de sempre têm pontos menos fortes

Fonte: NBA

Deste modo, apreciem mais o jogo de Russel Westbrook, a sua entrega, a sua raça, o seu poder de explosão e a sua energia, porque, quando a carreira dele acabar, ele vai ser lembrado como um dos melhores de sempre e como o único jogador que teve três épocas consecutivas com média de triplo-duplos.

Texto revisto por: Mariana Coelho

Foto de Capa: NBA

Comentários