Cabeçalho modalidadesA Espanha, ao derrotar, na Final, a Eslovénia por 73-63, conquistou, mais uma vez, o Campeonato da Europa Sub-20 Femininos em Basquetebol. Em sete edições os nossos vizinhos ganharam seis, o que atesta a qualidade do trabalho e as apostas do desporto espanhol.

Portugal perdeu no derradeiro encontro com a Suécia (48-52 ), ficou no 12º lugar  e conseguiu assim a manutenção na Divisão (Grupo A). No ano anterior tínhamos sido 10º.

Ao longo do campeonato Portugal foi sempre competitivo. Em sete jogos ganhou  três, dois deles contra a Bósnia e Lituânia que desceram de divisão e ainda teve direito a dois prolongamentos (Letónia e Bósnia).

No ataque, mesmo não lançando bem (35% lançamentos campo), Portugal perdeu poucas bolas (12,7 por jogo, o melhor registo da prova) e foi sempre competitivo.

Carolina Gonçalves foi um dos grandes destaques lusos fotos FIBA
Carolina Gonçalves foi um dos grandes destaques lusos
fotos FIBA

Com Kosturkova, Chelsea e Jordão ausentes as dificuldades na luta dos ressaltos, pese a aplicação de Isabel Costa (6,7 (ressaltos média total), foram visíveis. Não se estranha pois que tenhamos sido a equipa que menos ressaltos conquistou na prova (média 35).

Anúncio Publicitário

Na defesa, fomos quase sempre aplicados e organizados, recorrendo frequentemente a defesa à zona e às pressões em campo inteiro, o que já é marca nas equipas femininas.

A selecção nacional fez, como era espectável, uma rotação curta, recorrendo a apenas 7/8 jogadoras. Sinal de alguma fragilidade e que teve naturalmente reflexos na condição física e na quebra registada nos encontros finais. A intensidade é grande nestas competições o que pede um banco mais participativo.