Mundo das Modalidades BnR, 24 de Dezembro de 2020

Querido Pai Natal das Modalidades,

Depois de um ano tão complicado, acreditamos que os pedidos sejam muitos. Além dos desejos de saúde e da mudança de paradigma, pedimos também um espacinho para nós. Sim, as modalidades, o setor desportivo mais afetado pela pandemia. A prenda que te pedimos é simples, e esperamos que a consigas entregar no decorrer do próximo ano.

Antes de avançarmos, queremos mencionar e dar uma palavra amiga pelo esforço, não só da Direção-Geral de Saúde e dos profissionais de saúde, mas também das entidades responsáveis pela organização das competições desportivas em Portugal e em todo o mundo, que não perderam forças mesmo nesta situação tão complicada de gerir. Sem eles, provavelmente nada teria sido feito, e aí sim, 2020 não teria sentido para as nossas Modalidades.

Anúncio Publicitário

Como já mencionado, Querido Pai Natal, 2020 tem sido um ano muito complicado para todos. O mundo tem sido assolado pela pandemia da COVID-19. Neste contexto, o que te pedimos é simples. Para além de um desejo generalizado de que tudo isto passe e que tudo possa voltar ao normal o mais rápido possível, como és o Pai Natal das Modalidades, também temos alguns pedidos a fazer neste ramo.

Depois de pedirmos as prendas ligadas à saúde e à pandemia, falemos de vitórias. Em 2020, felizmente, não faltaram medalhas e troféus para as modalidades em Portugal. Por exemplo, nos Desportos Motorizados, António Félix da Costa foi campeão na Fórmula E e Filipe Albuquerque campeão na categoria LMP2 da WEC. No entanto, Pai Natal, nunca serão suficientes. Queremos mais medalhas de ouro (mas sem ser as de chocolate) no sapatinho dos portugueses que tanto se esforçam para serem os melhores.

Para além destas medalhas, Querido Pai Natal, queremos que saibas que 2020 também nos trouxe coisas boas, em termos de organização de eventos. Trouxe-nos a Fórmula 1 de volta a Portugal, 24 anos depois; Portugal também foi palco da MotoGP e da WSBK. Que dizes, não podemos tê-los de volta?

Esperamos que 2021 seja um ano muito mais feliz para as Modalidades do que 2020 foi. Com toda a situação, muitas alterações foram feitas e muitas das competições tiveram que ser adiadas, ou, infelizmente, canceladas. 

E, quando falamos em competições canceladas, incluímos os Jogos Olímpicos e Jogos Paralímpicos de Tóquio, que, esperemos que se realizem em 2021, pois queremos ver os nossos olímpicos e paralímpicos portugueses a mostrarem a sua garra, no melhor que sabem fazer, a representar as nossas cores pelo mundo fora. E aí, Pai Natal, não conseguimos negar o nosso orgulho nestes atletas, que tiveram também que lidar com a pandemia, mas nem isso os travou para continuarem a lutar pelo seu lugar no Desporto. 

Para 2021, pedimos muito sucesso para os nossos atletas portugueses
Fonte: COP

Por fim, sentimos falta do público nas bancadas. O espetáculo continua, mas, se não for pedir muito, esperamos que, em breve, possamos ter novamente o barulho ensurdecedor a apoiar os nossos atletas. Por exemplo, na incrível vitória de Miguel Oliveira, em Portimão, faltaram os fanáticos das duas rodas para cantar o hino português em uníssono com o nosso campeão.

Assim nos despedimos, Querido Pai Natal, mas esperamos que tenhas recebido a nossa mensagem. Demos ênfase a um dos anos mais difíceis que já ultrapassamos, mas, em contrapartida, tivemos um dos anos mais bonitos para os nossos atletas portugueses nas Modalidades. 

Em 2021, esperamos que nos tragas aquilo que pedimos, e damos-te uma pequena sugestão: Continua a acompanhar os nossos atletas portugueses por esse mundo fora. Prometemos que não te vais arrepender.

Com votos de saúde e de um Feliz Natal,

A equipa da Secção das Modalidades do Bola na Rede.

Foto de Capa: João Barbosa/Bola na Rede

Artigo redigido por Angelina Barreiro e Clara Maria Oliveira

Artigo revisto por Inês Vieira Brandão

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome