SITE TEMPORÁRIO

20 de Janeiro, 2022

Campeonatos Nacionais de Ciclismo: Um apanhado do Minho ao Mundo

Na prova que finalizava os campeonatos nacionais, tivemos José Mendes a ser coroado o campeão nacional na prova de fundo de elites. Foram 197 quilómetros de corrida, em que tivemos várias tentativas de fuga, especialmente do anterior campeão nacional, Domingos Gonçalves. Ele que se aguentou destacado do pelotão com César Fonte até cerca de 20 quilómetros para o fim.

Na subida final não houve grandes mexidas, sendo só na fase de aproximação à meta que Ricardo Mestre ganhou vantagem e tentou a vitória. O ciclista da W52 Porto seguia destacado e a um bom ritmo, mas nos últimos metros, José Mendes retirou o “pão da boca” a Mestre. José Mendes terminou com 4 horas 39 minutos e 33 segundos, a uma média de 42,282 km/h. Mestre ficou em segundo, a dois segundos e com o mesmo tempo de atraso, chegou António Carvalho, que fechou pódio em ambas as provas dos campeonatos nacionais.

José Mendes mostrou-se emocionado no final, mostrando-se grato por todas as pessoas que se encontravam a apoiá-lo na estrada e a gritar pelo seu nome. Ele que curiosamente só tem duas vitórias a nível profissional, ambas na prova de estrada do campeonato nacional, visto que já tinha ganho em 2016.

José Mendes a celebrar em Melgaço
Fonte: FPC

Mas por esta altura houve campeonatos nacionais por todo o Mundo. Em Espanha foi Valverde quem venceu e acumulou a camisola de campeão espanhol à já conquistada camisola arco-íris. Em Itália após um ataque ainda longe da meta foi o homem da Bora-Hansgrohe Davide Formolo que levantou os braços no final. O jovem prodígio da QuickStep, Fabio Jakobsen sagrou-se o novo campeão holandês e Tim Merlier da Corendon Circus, que é especialista em ciclocrosse, bateu ao sprint Timothy Dupont e Wout Van Aert para ser campeão belga.

Ben Swift sagrou-se pela primeira vez campeão britânico à frente de Ian Stannard e de John Archibald. Warren Barguil que já não ganhava nada desde o Tour de França de 2017, conquistou a camisola de campeão francês. Já na Alemanha, a Bora-Hansgrohe teve presença em todos os lugares do pódio, acabando no final por sorrir a vitória a Schachmann. Ele que está a ter um ano recheado de bons resultados.

Campeões Nacionais:

  • República Checa- Frantisek Sisr ( Elkov)
  • Israel- Guy Sagiv (Israel Cycling Academy)
  • Áustria- Patrick Konrad (Bora-Hansgrohe)
  • Dinamarca- Morkov (Quick-Step)
  • Irlanda- Sam Bennett (Bora-Hansgrohe)
  • Letónia- Toms Skujins (Trek-Segafredo)
  • Lituânia- Ramunas Navardauskas ( Delko Marseille Provence)
  • Rússia- Aleksandr Vlasov (Gazprom-Rusvelo)
  • Eslováquia- Juraj Sagan (Bora-Hansgrohe)
  • Suíça- Reichenbach ( Groupama-FDJ)
  • Eslovénia- Domen Novak (Bahrain-Merida)
  • Polónia- Michal Paluta ( CCC Development Team)
  • Noruega- Amund Grondahl Jansen (Team Jumbo Visma)
  • Eritreia- Natnael Berhane ( Cofidis)
  • Cazaquistão- Lutsenko (Astana)
  • E.U.A- Alex Howes ( EF Education First)

Foto de Capa: Team Katusha – Alpecin