Uma das novas caras da Mitchelton para a próxima temporada e que está a criar alguma expectativa é Teniel Campbell, atleta de Trinidad & Tobago e que chega da Valcar – Travel & Service, contando com uma passagem pela equipa do Centro Mundial de Ciclismo da UCI.

Ora, não têm sido raras as ocasiões em que, na história recente de um Ciclismo em globalização, surge alguma excitação excessiva quanto a ciclistas apenas por serem oriundos de zonas mais exóticas. Será esse o caso com Campbell?

Antes de mais, trata-se de uma ciclista ainda bastante jovem – conta apenas 23 primaveras – e que apenas este ano teve uma oportunidade numa equipa já de dimensão razoável, mas que, sendo num ano atípico, não pode desfrutar disso por completo, tendo poucos dias de corrida. Assim, há a possibilidade de ter uma boa margem de progressão pela frente, mas, por outro lado, também ainda não se mostrou capaz de alcançar resultados frente a adversárias de nível World Tour, pelo que será uma incógnita o quanto acrescentará verdadeiramente ao conjunto australiano, quer no curto quer no médio prazo.

Anúncio Publicitário

Terá, contudo, oportunidades na sua nova casa, já que é uma atleta veloz com capacidade para os finais compactos, algo no qual a Mitchelton não tem grandes ciclistas para lhe fazerem concorrência interna.

Adicionalmente, conseguiu já alguns resultados de relevos em algumas clássicas nortenhas de menor dimensão. Aí, será certamente um nome de segunda linha na sua equipa, mas terá várias colegas experientes nesse terreno para a guiarem e a ajudarem a concretizar o seu talento nesse tipo de corridas.

Posto isto, a inevitável conclusão é que há ainda demasiada incerteza sobre o quão alto poderá Teniel Campbell subir na hierarquia do pelotão mundial, visto faltar-lhe experiência nestas andanças. Contudo, nas próximas duas temporadas não lhe faltarão oportunidades para crescer e se mostrar.

Parece-me que a Mitchelton fez um investimento inteligente numa ciclista que merecia a possibilidade de se testar contra as melhores. Porém, não nos devemos deixar levar por exageros e considerações como a recente inclusão de Campbell entre as 10 maiores contratações para 2021 pelo reputado portal cyclingnews, que simplesmente não correspondem à realidade do que já vimos da jovem desportista.

Foto de Capa: UCI

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome