Anterior1 de 2Próximo

Num dia de decisões, em que os dois primeiros estavam empatados na geral, era dia também de contrarrelógio individual. Um percurso entre Vila Nova de Gaia e o Porto, mais propriamente na Avenida dos Aliados, numa extensão de 19,5 quilómetros. Um trajeto que não privilegiava os puros contrarrelogistas, com algumas subidas, principalmente na zona ribeirinha de Gaia até ao alto de Santo Ovídeo e da ribeira portuense até à Torre dos Clérigos. Para além disso era um percurso cheio de curvas complicadas e muito técnicas, com empedrado pelo meio.

No ano passado, Vicente De Mateos tinha vencido o contrarrelógio final, num trajeto realizado em Fafe. Curiosamente, João Rodrigues fez segundo, a 21 segundos e Jóni fez quarto lugar, a 36 segundos.

Este ano, o espanhol da Aviludo-Louletano já tinha desistido e não correu o contrarrelógio, sendo que, João Rodrigues acabou por fazer jus ao seu tempo do ano passado e acabou por conseguir ganhar o contrarrelógio e a amarela!

Fonte: Volta a Portugal

O dia começou com a notícia do abandono do jovem ciclista do Sporting-Tavira, Frederico Figueiredo, devido a uma fratura no pulso. O ciclista estava com o pulso ligado e não havia condições para completar o contrarrelógio. Ele estava na sétima posição, a mais de dois minutos da liderança.

O contrarrelógio teve durante muito tempo a liderança de Thibault Guernalec, o francês da Team Arkéa Samsic, mas acabou por ser ultrapassado no fim pelos quatro melhores da geral individual.

Sim, porque António Carvalho (W52-FC Porto), que estava em oitavo lugar, subiu quatro posições ao destronar Guernalec do cadeirão. Parecia que o tempo de António Carvalho era suficiente para ganhar, não fosse o tempo estrondoso de João Rodrigues (W52-FC Porto), que lhe retirou 15 segundos. Jóni Brandão (Efapel) tentou defender-se ao máximo e conseguiu fazer melhor do que Gustavo Veloso, por 1 segundo, mas não foi suficiente e acabou por perder 27 segundos para João Rodrigues.

A festa e o delírio dos ciclistas e adeptos portistas foi instantâneo, aquando da chegada de Jóni Brandão. Estava assim encontrado o novo vencedor da Volta a Portugal.

A W52-FC Porto colocou seis corredores no top dez neste contrarrelógio! Rodrigues, António Carvalho, Veloso, Samuel Caldeira, Edgar Pinto e Ricardo Mestre foram os representantes portistas.

Desde 2013 que esta equipa do Sobrado detém o melhor corredor no final da Volta a Portugal, mostrando a hegemonia da equipa ao longo dos anos.

Hoje com chegada ao coração do Porto foi novamente um ciclista portista quem comemorou no final, vencendo o contrarrelógio e a camisola amarela. A festa foi imensa com as centenas de fãs da equipa portista e do ciclismo em geral, a apreciarem este momento de emoção.

Na geral individual, João Rodrigues passou para primeiro, Jóni Brandão ficou a 27 segundos e Gustavo Veloso acabou em terceiro, a 1m:08s. Veloso que nem era para alinhar à partida para esta Volta a Portugal acaba por fazer uma grande prova!

Na classificação da camisola dos pontos foi Daniel Mestre (W52-FC Porto) quem acabou por vencer, mesmo com uma costela partida! Luís Gomes (Rádio Popular Boavista) venceu a camisola da montanha. O jovem Emanuel Duarte (LA Alumínios- LA Sport) foi o melhor na juventude e a W52-FC Porto reconquistou a liderança na classificação por equipas, neste contrarrelógio final.

Nota ainda para a grande Volta a Portugal da Rádio Popular Boavista, que alcançou duas vitórias em etapas, com Luís Gomes e João Benta e ainda ganhou a geral da montanha, também por Luís Gomes. Terminaram com três corredores no top dez: Benta, David Rodrigues e Daniel Silva, apenas perdendo a geral das equipas no último dia, comprovando que são um dos coletivos mais fortes do pelotão nacional.

Top 10 da geral individual (Final)

1º João Rodrigues (W52-FC Porto) 40h:57m:04s

Jóni Brandão (Efapel) +0:27s

Gustavo Veloso (W52-FC Porto) +1m:08s

António Carvalho (W52-FC Porto) +2m:32s

5º Edgar Pinto (W52-FC Porto) +3m:14s

João Benta (Rádio Popular Boavista) +3m:15s

David Rodrigues (Rádio Popular Boavista) +4m:44s

Cristhian Montoya (Medellín) +5m:24s

Daniel Silva (Rádio Popular Boavista) +5m:33s

10º Henrique Casimiro (Efapel) +5m:43s

Anterior1 de 2Próximo

Comentários