Os últimos anos têm visto uma aposta crescente em ciclistas bastante jovens por parte das equipas profissionais (World Tour e Profissional Continental) e alguns têm aproveitado a oportunidade para brilharem e garantirem aos céticos que têm um lugar entre os melhores da modalidade. Em 2018, nenhum estreante no profissionalismo se destacou tanto como Fabio Jakobsen.

O jovem holandês vinha da SEG Racing Academy referenciado como uma grande promessa do sprint, tendo inclusivamente conquistado uma etapa no Tour de l’Avenir, e foi parar à Quick-Step Floors, uma das mais bem-sucedidas equipas mundiais e com especial talento para moldar homens rápidos e de clássicas.

Depois de começar o ano discreto com duas provas por etapas no Oriente para se ambientar ao novo desafio, teve um papel diferente quando chegaram as clássicas belgas. Enquanto Terpstra, Lampaert e Gilbert dominavam no World Tour, Jakobsen era um dos líderes da “equipa B” da Quick-Step e começou a brilhar em importantes provas continentais.

A vitória na Scheldeprijs é a mais importante da carreira até à data
Fonte: Quick-Step Floors Cycling Team/Getty Images

Além de ajudar a várias vitórias de colegas, triunfou na Nokere koerse e na Scheldreprijs, duas históricas provas de um dia belgas e que, especialmente a segunda, têm um lote de luxo entre os seus anteriores vencedores. Seguiu-se o Tour des Fjords, onde venceria uma etapa e seria líder por dois dias.

Depois de dois meses mais calmos, o Binck Bank Tour marcaria a sua estreia a vencer no escalão máximo do ciclismo, com a conquista da etapa inaugural, a que juntaria um dia na liderança da prova. Um mês volvido, chegaria a quinta vitória da temporada, desta feita na Okolo Slovenska.

Para terminar a temporada em grande, foi à China para a última prova World Tour do ano onde, frente a nomes sonantes como Ackermann e Groenewegen, levou mais duas etapas de vencidas e foi o melhor por pontos.

Com sete triunfos e exibições de gala, Jakobsen chegou, viu e venceu e assegurou-nos de que é um valor seguro para o futuro. Por isso, preparem-se para muitas mais vitórias nos anos vindouros.

Foto de Capa: Quick-Step Floors Cycling Team/Getty Images

Comentários