Hoje em dia, com a Volta ao Algarve, é comum ver em Portugal as grandes estrelas do ciclismo. Tanto assim é que no Tour de France 2018, encontramos no pelotão cinco vencedores da Algarvia, Geraint Thomas (2015 e 2016) e Michal Kwiatkowski (2014 e 2018) na Sky, Richie Porte (2012) na BMC, Primoz Roglic (2017) na Team LottoNL-Jumbo e Tony Martin (2011 e 2013) na Team Katusha-Alpecin.

Ainda mais são os vencedores de etapas na Região mais a Sul de Portugal Continental. Aqui fica a lista deles, organizado por número de etapas conquistadas:

Quatro etapas – Michal Kwiatkowski (Sky); Andre Greipel (Lotto Soudal)

Três etapas – Tony Martin (Katusha)

Duas etapas – Geraint Thomas (Sky); Heinrich Haussler (Bahrain Merida); Richie Porte (BMC); Luis Leon Sanchez (Astana); Marcel Kittel (Katusha); Dylan Groenewegen (LottoNL-Jumbo)

Uma etapa – Jonathan Castroviejo (Sky); Daniel Martin (UAE); Philippe Gilbert (Quick-Step), Fernando Gaviria (Quick-Step), Edvald Boasson Hagen (Dimension Data), Mark Cavendish (Dimension Data); Paul Martens (LottoNL-Jumbo); John Degenkolb (Trek-Segafredo)

Se no Algarve, é habitual ver os craques internacionais, o mesmo não se pode dizer da Volta a Portugal. Dos vencedores de etapa na Grandíssima presentes um é da Direct Energir e os outros dois da Dimension Data. O ano passado, Damien Gaudin venceu o prólogo e assumiu a liderança da prova. Em 2012, Jay Robert Thomson conquistou uma etapa e vestiu de amarelo e Reinhardt Janse van Resnsburg venceu duas etapas e a classificação dos Pontos. 

Agora a controlar o pelotão no Tour, Jay Robert Thomson já vestiu de amarelo na Grandíssima
Fonte: Volta a Portugal

Nessa mesma edição, Darwin Atapuma, agora na UAE Team Emirates, foi nono à geral. Curiosamente, já um seu colega de equipa havia dado boas indicações na Volta, já que Daniel Martin, sexto no Tour do ano passado, foi décimo na Volta a Portugal de  2008.

O Alentejo também tem histórias a contar. Maxime Bouet, da Fortuneo-Samsic, venceu uma etapa e a Geral em 2009 e Jasper Stuyven, da Trek-Segafredo, fez exatamente o mesmo em 2013, edição em que relegou para o segundo posto Chad Haga da Sunweb. 

Ainda nas camadas jovens, o antigo GP de Portugal da Taça das Nações também tem histórias para contar. Em 2008, Rein Taaramae (Direct Energie) venceu duas etapas e em 2010 foi Tom Dumoulin (Sunweb) a conquistar uma etapa e a Geral final.

De resto, é preciso recuar 15 anos até 2003 para encontrar os últimos resultados a merecer menção. O veterano Alejandro Valverde da Movistar Team já nessa altura vencia, triunfando em duas etapas e sendo terceiro da Geral do GP Joaquim Agostinho. 

Curiosamente, nesse mesmo ano, um outro veterano deste Tour andava por Portugal. Simon Gerrans, agora na BMC, correu nessa temporada na Carvalhelhos-Boavista.

E quanto ao grande nome do Tour, Chris Froome? O britânico nunca venceu em terras lusitanas, mas também já por cá esteve e foi além de participar na Volta ao Algarve. Em 2008, a correr na Barloworld, fez várias provas do calendário nacional, com destaque para o sexto posto alcançado na Geral da Volta ao Distrito de Santarém.

Foto de Capa: Federação Portuguesa de Ciclismo

Comentários