Hoje foi dia de contrarrelógio na cidade de Lagoa. Um circuito muito técnico, com 20,3 quilómetros.

Chegou a pensar-se que o campeão belga Yves Lampaert, da Deceuninck Quick-Step, fosse conseguir a vitória quando atingia os melhores parciais. No entanto, o campeão suíço especialista de contrarrelógio, Stefan Küng, subiu à liderança com menos 5 segundos do que Lampaert. Mais tarde, o tempo do belga viria também a ser batido pelo dinamarquês Soren Kragh Andersen, da Team Sunweb, que conseguiu assim o segundo melhor tempo na etapa.

Tadej Pogacar mantém a amarela depois de ter vencido a etapa de ontem. O jovem esloveno surpreendeu, mais uma vez, ao conseguir o quinto melhor tempo na etapa de hoje. 

Tadej Pogacar (UAE Team Emirates) a dirigir-se ao pódio depois de terminar a prova
Fonte: Ana Rita Nunes

No entanto, o espanhol Enric Mas subiu ao segundo lugar da classificação geral e encontra-se a apenas 31 segundos de Pogacar. Outro dos candidatos a roubar a amarela ao ciclista esloveno é Wout Poels da Team SKY, que está a apenas 37 segundos do topo da tabela.

Enric Mas (Deceuninck Quick-Step) exausto depois de terminar a etapa a repor energias
Fonte: Ana Rita Nunes

Quanto aos ciclistas portugueses, José Gonçalves (Team Katusha Alpecin) foi o melhor na etapa depois de conseguir fazer o 14º melhor tempo. Na classificação geral, o mais bem classificado é Amaro Antunes (CCC Team), com a 10ª melhor posição. No contrarrelógio fez o 31º melhor tempo. 

O português Amaro Antunes a terminar o contrarrelógio em Lagoa
Fonte: Ana Rita Nunes

Depois do contrarrelógio de hoje, a etapa de amanhã tem início em Albufeira e deverá terminar com chegada ao sprint, em Tavira. Com os resultados de hoje, teremos de esperar pela etapa número quatro para saber se a camisola amarela irá ou não mudar de dono. O jovem esloveno Pogacar já mostrou que tem uma palavra a dizer nesta 45ª edição da Volta ao Algarve e é agora um dos candidatos à vitória.

Foto de Capa: Ana Rita Nunes

Artigo revisto por: Rita Asseiceiro

Comentários