SITE TEMPORÁRIO

26 de Janeiro, 2022

Tadej Pogacar surpreende na subida à Fóia e veste a amarela

Nos últimos 8km, o frio e o vento intensificaram-se à medida em que se iniciava a subida final. Por esta altura, já vários ciclistas tinham perdido o contacto com o pelotão, restando apenas cerca de 30 ciclistas em cabeça de corrida.

Depois do azar da etapa de ontem, Dylan Groenewegen foi um dos grandes nomes presentes nesta Volta ao Algarve que ficou para trás na etapa de montanha
Fonte: Ana Rita Nunes

Com cada vez mais ciclistas a ficar para trás nos metros finais, Amaro Antunes tentou surpreender os adversários e arrancou em direção à meta. No entanto, sozinho, em subida e com algum vento não foi fácil. O contra ataque viria a surgir por parte do ciclista da SKY Wout Poels, um dos candidatos à vitória desta etapa. O holandês não foi o único a responder. Tadej Pogacar (UAE Team Emirates) atacou nos metros finais, passou Poels e não deu qualquer hipótese, terminando a etapa em primeiro lugar, seguido de Wout Poels. Em terceiro lugar ficou o espanhol Enric Mas (Deceuninck Quick – Step).

Depois desta vitória, o ciclista esloveno de apenas 20 anos veste a camisola amarela e é líder da geral. Pogacar é ainda líder da montanha e da juventude.

Tadej Pogacar sobe ao pódio depois de vencer a segunda etapa da Volta ao Algarve
Fonte: João Fonseca/Federação Portuguesa de Ciclismo

Nos 10 primeiros estão presentes ainda dois portugueses: João Rodrigues (W52) e Amaro Antunes (CCC), que ocupam o 7º e 8º lugar na geral.

A etapa número três terá lugar na cidade de Lagoa. Aí, os ciclistas enfrentarão um contrarrelógio individual que poderá ser uma ajuda para uns e uma pedra no sapato para outros. 

Foto de Capa: João Fonseca/Federação Portuguesa de Ciclismo

Artigo revisto por: Rita Asseiceiro