logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Tour de France #3: Jonas Vingegaard vence 109.ª edição

modalidades cabeçalho

O dinamarquês Jonas Vingegaard venceu pela primeira vez a Volta à França, após concluídas as 21 etapas da 109.ª edição. O antigo detentor do título Tadej Pogacar ficou em segundo lugar, enquanto que Geraint Thomas fechou no terceiro lugar do pódio.

Foi uma última semana de grande nível, com etapas para todos os gostos. A começar logo com a fuga a ter a oportunidade de vencer, com Hugo Houle em evidência, na 16.ª etapa. O ciclista da Israel-Premier Tech obteve a vitória mais importante da carreira, num dia em que jamais irá esquecer. Nas duas etapas seguintes, com muita montanha, as honras foram repartidas entre Tadej Pogacar e Jonas Vingegaard, uma vitória para cada um. Sempre com muito espetáculo destes dois até ao final da prova, com ataques e contra-ataques, mas acima de tudo houve muito controlo de Vingegaard a Pogacar. Mas não foi só a nível competitivo que se fez o Tour, o fair-play também esteve presente. Após um deslize de Pogacar na estrada, acabando mesmo por cair, o camisola amarela fez questão de esperar pelo esloveno, num momento que não passou despercebido aos amantes da modalidade.

As etapas 17 e 18 seriam as mais importantes para Pogacar recuperar o tempo perdido, sendo estas as últimas chances na alta montanha. Só que na etapa 17, apesar de ter ganho a tirada, Jonas Vingegaard chegou colado ao esloveno, e na etapa 18 o dinamarquês selou as contas, após ter ganho na chegada ao Hautacam com mais de um minuto sobre o líder da UAE Team Emirates. Só mesmo um grande azar ou percalço retiraria a vitória de Jonas.

Na 19.ª etapa conseguimos assistir a um grande e importante triunfo de Christophe Laporte, após tanto esforço e dedicação em prol dos seus colegas de equipa. O francês assume-se cada vez mais um ciclista de enorme importância no bloco da Jumbo-Visma, e sempre uma peça válida para lutar por etapas, caso não possam contar com Wout Van Aert.

Este último acabaria mesmo por vencer o contrarrelógio final, com uma diferença significativa para os seus rivais, incluindo para o atual campeão do mundo da especialidade, o italiano Filippo Ganna. No entanto foi o camisola amarela que fecharia atrás de si, na segunda posição, a 19 segundos do belga. Na derradeira oportunidade de Pogacar ganhar tempo ao líder, o dinamarquês acabaria por fazer o melhor contrarrelógio da sua carreira e não dava qualquer hipótese de recuperação.

A última etapa nos Campos Elísios, já habitual, não teve grande história, para além da comemoração da vitória de Vingegaard e dos ciclistas que venceram as restantes classificações. No final foi Jasper Philipsen que fechou em beleza esta edição do Tour, somando a sua segunda vitória na prova.

O André é licenciado em Marketing e Publicidade e um fã incondicional de ciclismo. Começou desde pequeno a ter uma paixão pelo desporto, através do futebol. Chegava a saber os plantéis de todas as equipas da Primeira Liga! Com o tempo, abriu-se o horizonte e o interesse para outros desportos, como o Ciclismo, o Futsal e, mais recentemente, a NBA. Diz que no Ciclismo existem valores e táticas que mais nenhum desporto possui e ambiciona um dia ter a oportunidade de assistir ao vivo a um evento deste calibre.

O André é licenciado em Marketing e Publicidade e um fã incondicional de ciclismo. Começou desde pequeno a ter uma paixão pelo desporto, através do futebol. Chegava a saber os plantéis de todas as equipas da Primeira Liga! Com o tempo, abriu-se o horizonte e o interesse para outros desportos, como o Ciclismo, o Futsal e, mais recentemente, a NBA. Diz que no Ciclismo existem valores e táticas que mais nenhum desporto possui e ambiciona um dia ter a oportunidade de assistir ao vivo a um evento deste calibre.

FC PORTO vs CD TONDELA