Depois de um início de temporada atribulado, a Boels-Dolmans começa a carburar e na Califórnia voltou ao seu domínio habitual, com Anna van der Breggen e Katie Hall a dominarem a concorrência.

A prova americana contava com três jornadas com perfis bem distintos entre si e que permitiram uma corrida aberta, mas, em última análise, faltou poder para combater a equipa holandesa e dar mais emoção à corrida.

O primeiro dia contava com algumas subidas não muito longas, mas o suficiente para que as mais fortes já pudessem fazer algumas diferenças. Sem surpresas e como já é habitual neste tipo de percursos, a mais forte foi Anna van der Breggen, que venceu isolada, ganhando já bastantes segundos ao grupo que a perseguia.

A etapa rainha era a segunda, com a mítica ascensão ao Monte Balldy a ser enfrentada pela primeira vez na prova feminina. Sempre a subir e a Boels-Dolmans destruiu as adversárias. As vencedoras das últimas duas edições da prova californiana, Hall e Breggen, atacaram e só pararam na meta, onde Hall conquistou a etapa e Breggen selou a Geral.

A edição 2019 do Tour of California fechou com um sprint após um dia algo seletivo, em que Elisa Balsamo levou a melhor, alcançando a sua primeira vitória a nível World Tour.

Na Geral, Ashleigh Moolman-Pasio não aguentou o ritmo do duo da Boels-Dolmans no Baldy, mas aguentou o suficiente para as acompanhar no podium.

Breggen venceu também por Pontos, enquanto Juliette Labous foi a melhor da Juventude e Blanca Moreno triunfou na Montanha.

Foto de Capa: Boels-Dolmans

Comentários