SITE TEMPORÁRIO

20 de Janeiro, 2022

Miocic recupera o título e Díaz quer uma luta entre dois “gangsters”

Yoel Romero vs Paulo Costa

Este era um combate muito esperado na divisão de peso-médio. Ambos lutadores já estiveram para combater, e já falaram muito mal um do outro inclusive com acusações de uso de substâncias de aumento de performance.

Romero vinha de uma derrota frente a Robert Whittaker, enquanto Paulo Costa estava invicto e tinha vencido Uriah Hall no seu último combate.

No primeiro round, ambos entraram agressivos e ambos conseguiram abanar o adversário nos instantes iniciais, cada um conseguindo uma knockdown. Paulo pressionava Romero contra a jaula e lançava golpes a partir dessa pressão. Romero lançava em género de contra-ataque.

No segundo round, ambos atletas procuraram lançar golpes muito fortes. Romero lançava enquanto recuava face à pressão de Paulo, e conseguiu lançar um maior número de golpes. Ainda conseguiu uma projeção no final da ronda.

O terceiro round, foi todo baseado em strike. A serem lançados muitos golpes, Romero acertou mais e de forma mais precisa.

Paulo Costa lança um gancho ao corpo de Romero
Fonte: UFC

Gabriel Benitez vs Sodiq Yusuff

Benitez já não lutava desde maio de 2018, quando venceu Humberto Bandenay por KO. Yusuff por sua vez, estava numa sequência de duas vitórias consecutivas desde que entrou no UFC.

Yusuff entrou bem no combate, agressivo e conseguiu abanar Benitez. Este foi contra-atacando e também conseguiu abanar Yousuff. Mas num contra-ataque a um direto, Yusuff lançou um cruzado de direita que nocauteou imediatamente Gabriel Benitez.

Derek Brunson vs Ian Heinisch

Derek Brunson conseguiu reverter uma sequência de duas derrotas consecutivas, ao vencer Elias Theodorou no passado mês de maio. Ian Heinisch venceu os dois primeiros combates no UFC, ambos por decisão.

No primeiro round Ian acertou logo um pontapé alto à cabeça que mandou Brunson ao tapete. Este eventualmente recuperou, e no restante do round houve uma troca de golpes equilibrada.

No segundo round Brunson entrou mais agressivo e conseguiu abanar Ian por duas vezes. Lançou golpes mais fortes e em maior número. Ian estava cansado e magoado.

No terceiro assalto Brunson conseguiu uma projeção e lançou bons golpes. Mas a partir do meio da ronda acusou o cansaço e geriu melhor o esforço.

No final do combate os juízes atribuíram a vitória a Derek Brunson por decisão unânime: 29-28 (x3).

O próximo evento anunciado pela promoção será o UFC 242 – cartaz protagonizado pelo combate entre Khabib Nurmagomedov e Dustin Poirier.

Foto de Capa: UFC

artigo revisto por: Ana Ferreira