Anúncio Publicitário

Foi o regresso do ano no mundo do wrestling: após sete anos e meio de ausência e de espera, CM Punk está de volta ao lugar onde bem pertence.

A AEW foi deixando várias pistas que faziam adivinhar a sua chegada, tendo a mesma sido concretizada no dia 20 de agosto, em Chicago (cidade natal de Punk), no novo programa semanal da empresa, o Rampage.

Anúncio Publicitário

Após os primeiros acordes de “Cult of Personality” ecoarem pela arena, o público dentro dela explodiu de alegria, trazendo até lágrimas a alguns fãs.

Com um microfone na mão, CM Punk disse que a principal motivação que o levou ao seu regresso é o desejo de trabalhar com o talento jovem da AEW; algo que irá começar a fazer com Darby Allin, no próximo PPV da AEW, o All Out, no dia 5 de setembro.

CM Punk – O que se segue?

Com o primeiro combate de CM Punk marcado, surgiram imediatamente outras dúvidas em relação à sua estadia na AEW: Punk será apenas um part-timer? Estará preparado para lutar? Há quanto tempo duravam as negociações entre a empresa e Punk?

Muitas destas questões foram respondidas na conferência de imprensa que CM Punk e Tony Khan, co-fundador e CEO da AEW, concederam após o Rampage.

Em relação ao contrato de Punk, não ficou esclarecida a questão sobre a duração do mesmo, mas Tony Khan disse que este não é nem de curta duração, nem de part-time: “This is not a short term thing, this isn’t a part-time thing”.

No que toca às negociações entre o lutador e a empresa, foi dado a conhecer que as mesmas duraram cerca de um ano e meio. CM Punk disse que nunca quis fazer o seu regresso numa arena vazia e sem gente, tendo ambas as partes depois marcado a data para o mesmo numa arena, em Chicago, que tivesse lotação máxima esgotada.

Em relação à forma física de Punk, este disse que tem ido treinado e ido diariamente ao ginásio, mas que não tem passado tempo dentro do ringue. Afirmou que ainda voltará a treinar num ringue antes do seu combate com Darby Allin, mas não pareceu demasiado preocupado com alguma “ferrugem” que possa ter. Em tom de brincadeira, até referiu preocupar-se mais com o facto de ter de se voltar a habituar a estar de cuecas perante o mundo inteiro.

Convém mencionar que Punk é ator numa série sobre wrestling chamada “Heels” (que estreou recentemente nos Estados Unidos da América) e os seus companheiros afirmam que este se encontra em excelente forma física.

Foi também pedido a Punk para comparar a sua estreia na AEW com a ovação que recebera no Money in the Bank 2011 (também em Chicago, onde conquistou o WWE Championship); Punk disse que a sua estreia na AEW foi um momento mais orgânico.

Adivinhando o Futuro

O regresso de CM Punk aos ringues é muito aguardado devido à forma repentina e inesperada com que abandonara os mesmos em 2014. Punk era um dos melhores lutadores da sua geração e um dos melhores de sempre a fazer promos.

No que toca ao seu papel na AEW, muitos são os combates e as rivalidades que são agora perspetivadas para o “Second City Saint”, sendo as seguintes, na minha opinião, as mais apetecíveis:

CM Punk vs MFJ
CM Punk vs Eddie Kingston
CM Punk vs Jungle Boy
CM Punk vs Malakai Black
CM Punk vs Adam “Hangman” Page
CM Punk vs Kenny Omega
CM Punk vs Rey Fenix
CM Punk vs Christian Cage
CM Punk vs Sammy Guevara
CM Punk vs PAC
CM Punk vs Orange Cassidy

 

 

Anúncio Publicitário

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome