Anterior2 de 2Próximo

No último dia de competição, Ogier continuou a gerir. Já Meeke tentou puxar e quase acabou completamente virado do avesso. Sorte foi os espetadores terem conseguido ajudar a sair de uma vala funda. Assim, o britânico perdeu o segundo posto para o espanhol Sordo.

Neuville teve muitos problemas com o seu Hyundai, mas tentou recuperar na Power Stage
Fonte: WRC

Na Power Stage, Ott Tanak e Neuville apostaram na mesma estratégia que Ogier no rali da Suécia. Rali muito difícil para os dois concorrentes ao título, mas salvaram pontos nesta última classificativa. Já depois de completado o rali, Sebastien Ogier teve uma penalização de dez segundos nesta especial por cortar a última chicane, o que o fez cair para trás de Loeb. Assim, na Power Stage, Ott Tanak consegui cinco pontos, Latvala quatro, Neuville três, Mikkelson dois e por fim o alsaciano Loeb um ponto.

Na segunda categoria do campeonato (WRC2) não existiu muita história. Pontus Tiedmand no Skoda Fabia R5 oficial ganhou dezoito das vinte e duas especiais, liderando agora a categoria. Em segundo ficou o britânico Gus Greensmith em Ford Fiesta R5 e em terceiro o peruano Pedro Heller em máquina idêntica.

Pontus Tiedmand dominou por completo a categoria do WRC2, conseguindo dezoito vitórias de vinte e duas especiais
Fonte: Skoda Motorsport

O primeiro rali de asfalto do mundial de ralis vem em abril, com o rali da Córsega, na ilha francesa de Córsega. Agora é esperar para ver o que as equipas e pilotos trazem para o terceiro piso diferente do ano.

Fonte: Citroen

Anterior2 de 2Próximo

Comentários