Anterior1 de 3

A ANTEVISÃO: PRECISA-SE DE «GÁS» NA ALPHATAURI, SE FAZ FAVOR

Bem-vindos a mais uma ronda do Campeonato Mundial de Fórmula 1. Após Portugal, ainda acompanhamos a Fórmula 1 em território ibérico, desta vez, no nosso país vizinho, com o Grande Prémio de Espanha, num dos circuitos, digamos, mais «aborrecidos» da época.

Mas, de modo a tornar a coisa menos aborrecida, se não se fez novamente História em Portugal, fez-se então, em Espanha, com Lewis Hamilton a garantir a sua 100.º pole position da carreira. Mais um marco histórico para o piloto britânico da Mercedes, que, aos poucos, vai conquistando o Mundo da Fórmula 1 ao bater todos os recordes e mais alguns. Assim, atrás de Hamilton, seguem-se Max Verstappen (Red Bull) e Valtteri Bottas (Mercedes).

A sessão de qualificação começou com uma Q1 atribulada, trazendo alguns problemas de «trânsito» para Lando Norris (McLaren), que, para compensar, acabou por fazer uma volta espetacular, colocando-se em primeiro lugar dessa mesma sessão.

Anúncio Publicitário

Já para Yuki Tsunoda (AlphaTauri), a Q1 foi decisiva e acaba por demonstrar que, sendo rookie, o japonês ainda tem muito que aprender. Assim sendo, o piloto japonês classifica-se no lugar «mais alto» da Q1, partindo de 16.º. Em seguida, encontra-se Kimi Raikkonen (Alfa Romeo), Mick Schumacher (Haas), Nicholas Latifi (Williams) e Nikita Mazepin (Haas).

A Q2 trouxe de volta George Russell (Williams) para os 15 primeiros lugares da grelha, mas não passou disso mesmo, de um 15.º lugar. «Surpresa» negativa de Pierre Gasly (AlphaTauri), que tem feito voltas louváveis, mas acaba por ficar na 12.º posição, não passando à Q3 pelos míseros 0.016 segundos. A Aston Martin também se deixa ficar pela Q2, deixando Lance Stroll e Sebastian Vettel nos 11.º e 13.º postos, respetivamente. Última tentativa da sessão para Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo), que não passou de um 14.º lugar.

Voltando à última parte da sessão de qualificação, para além da já falada pole position de Lewis Hamilton, menções honrosas para Charles Leclerc (Ferrari) que se mantém atrás dos três primeiros lugares, com o francês Esteban Ocon a partir atrás do monegasco, fazendo assim, o top 5 da grelha.

Os pilotos da casa, Carlos Sainz (Ferrari) e Fernando Alonso (Alpine) partem, assim, em sexto e décimo lugar, respetivamente. Atrás de Sainz, está Daniel Ricciardo (McLaren), que fica à frente de Sergio Pérez (Red Bull), e, por fim, Lando Norris (McLaren) partirá de nono lugar.

O Circuito de Barcelona-Catalunya não promete muito, visto que desde 2017 que Lewis Hamilton ganha nesta pista. No entanto, tudo pode acontecer.

Max Verstappen está com «garra» de quem quer voltar a ganhar em Espanha, e Valtteri Bottas quer mostrar que não está apenas na Mercedes para dar umas voltas. Porém, ambos não se podem esquecer que, para derrotar Lewis Hamilton, é preciso mais do que isso.

Para além disso, é importante mencionar e destacar o desenvolvimento fantástico que a Alpine tem mostrado durante todo o fim-de-semana, bem como a vontade de Lando Norris (McLaren) e da Ferrari de voltar ao pódio.

Foto de Capa: Mercedes AMG-F1

Anterior1 de 3

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome