Anterior1 de 3

A CORRIDA: VEMO-NOS EM 2021!

Na última corrida do calendário, se a qualificação nos disse como é que o resultado iria ficar, a verdade é que as odds estavam certas: Max Verstappen (Red Bull) agarra o primeiro lugar, e nunca mais ninguém o vê. 55 voltas depois, vemos o piloto holandês a passar a linha da meta, com Valtteri Bottas e Lewis Hamilton (Mercedes) a completar o pódio.

Numa corrida que considero a corrida mais monótona do campeonato, o único incidente de corrida foi o surpreendente abandono de Sergio Pérez (Racing Point), a abandonar por problemas no seu monolugar. Ele que já tinha começado em 19.º, por penalização, não consegue ajudar a equipa cor-de-rosa a alcançar o terceiro lugar do Campeonato de Construtores.

E foi tudo a que esta prova se baseou. É o fim de contas para os Campeonatos de Construtores e de Pilotos da temporada de 2020.

Anúncio Publicitário

Com o quinto e o sexto lugar da McLaren, Lando Norris e Carlos Sainz (respetivamente), a equipa britânica garante o terceiro lugar do Campeonato de Construtores, por apenas sete pontos de distância do quarto lugar (Racing Point) e apenas atrás da Mercedes e da Red Bull.

Já no Campeonato de Pilotos, Lewis Hamilton já teria sido declarado campeão, como já se sabia, mas esperava-se que Max Verstappen pudesse ultrapassar o finlandês da Mercedes, Valtteri Bottas. Porém, hoje não foi um desastre para Bottas, pelo que Verstappen se singe pelo terceiro lugar do Campeonato, com apenas nove pontos de diferença.

Apesar da incrível corrida de Daniel Ricciardo (Renault), nem o abandono de Sergio Perez bastou para o australiano passar ao quarto lugar da classificação final, pelo que assim, o mexicano termina no quarto lugar, apenas por um diferença estonteante de seis pontos.

Também Abu Dhabi serve para marcar as despedidas para o próximo ano: De lembrar que Sergio Pérez ainda não tem lugar para o ano, e Kevin Magnussen (Haas) também se despede da Fórmula 1, juntamente com o seu colega de equipa, Romain Grosjean, que não pôde estar presente.

Não foi das corridas mais emocionantes do campeonato, muito pelo contrário, acabou por tornar-se numa corrida monótona, em que o único foco de distração foi analisar as estratégias das equipas e fazer as contas para a classificação final.

Assim sendo, acaba assim, mais uma época de Fórmula 1. 17 corridas em cerca de cinco meses, é de louvar o trabalho que milhares de pessoas tiveram para que tal facto acontecesse, sendo 2020 um ano atípico.

Quanto a nós, voltaremos brevemente, em 2021, com mais novidades. Se tudo voltar ao normal, em fevereiro estaremos nos testes de Barcelona, e em março teremos o GP da Austrália para voltar a acompanhar o melhor que há nos Desportos Motorizados.

Para quem perdeu tudo aquilo que foi a temporada 2020 de Fórmula 1, pode rever no nosso BnR Modalidades. Ah, e como diz o título da corrida: em 2021 estamos cá e já perspetivámos algumas coisas. Não percas!

Foto de Capa: Red Bull Racing

Anterior1 de 3

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome